As que consomem mais vitamina D estão 52% menos propensas a ter fraturas por estresse do que as que consomem menos, apontou estudo

Esportes de impacto: estudo descobriu que meninas que consomem mais vitamina D são menos propensas a ter fraturas por estresse
Getty Images
Esportes de impacto: estudo descobriu que meninas que consomem mais vitamina D são menos propensas a ter fraturas por estresse
Um novo estudo descobriu que quantidades maiores de vitamina D na dieta estão associadas a um risco menor de fraturas dos ossos em adolescentes do sexo feminino.

Leia: Mulheres devem se prevenir contra osteoporose desde cedo

Os pesquisadores examinaram as fraturas por estresse – tipo que ocorre por estresse repetido e não por estresse repentino do osso – em 6.712 meninas com idades entre 9 e 15 anos, ao longo de 7 anos.

Quase 4% das adolescentes pesquisadas tiveram fraturas por estresse, assim como 90% das que participaram de atividades físicas de alto impacto, como basquete, corrida e vôlei ao menos uma hora por dia.

Saiba mais sobre fraturas por estresse

Usando questionários sobre a dieta das meninas, os pesquisadores calcularam a ingestão de cálcio, vitamina D e derivados de leite.

Levando em conta menarca (primeira menstruação), índice de massa corporal ( IMC ), história materna de baixa densidade óssea, entre outros fatores, os pesquisadores descobriram que as adolescentes do grupo que consumia mais vitamina D estavam 52% menos propensas a sofrer fraturas por estresse do que as do grupo que consumia menos. O consumo de cálcio e laticínios não produziu qualquer efeito.

"Não podemos dizer de forma conclusiva que o consumo de vitamina D irá prevenir fraturas por estresse", afirmou Kendrin R. Sonneville, principal autora do estudo e pesquisadora do Hospital Infantil de Boston.

Leia: Você corre risco de ter deficiência de vitamina D?

"Esse estudo é apenas observacional. Contudo, não é prejudicial e pode ser benéfico tomar as doses recomendadas ou doses maiores de vitamina D."

Continue lendo sobre o tema:
Carência de vitamina D não é notada e pode comprometer a saúde
Cinco atitudes para garantir a dose correta de vitamina D
Estudo recomenda vitamina D na gravidez

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.