Saiba como proteger a saúde dos olhos no período de sol e calor

Sabe aquele “amigo” que chega sem ser convidado e atrapalha todos os planos? O terçol, aquele carocinho avermelhado que aparece sem ser chamado pode demorar até 10 dias para desaparecer.

Especialistas orientam: óculos de sol ajudam a prevenir doenças oculares
Getty Images
Especialistas orientam: óculos de sol ajudam a prevenir doenças oculares
Os oftalmologistas explicam que a visita inconveniente é, na verdade, uma inflamação da glândula da pálpebra e só acontece porque a mesma glândula fica entupida. É mais comum em épocas de calor, porque nesse período as pessoas usam produtos mais oleosos no rosto – como o filtro solar – o que facilita a manifestação do problema, explica o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier. A chave para evitar o terçol é sempre lavar o rosto. Isso evita que as glândulas oculares sejam entupidas. Compressas de água morna aliviam o incômodo.

Além do terçol, a conjuntivite também é outra que costuma aparecer mais no verão – causada por vírus, bactérias ou por alergia. A solução é lavar bem as mãos e não compartilhar toalhas, maquiagem e fronhas. Vale também dar aquela caprichada na faxina, em especial nos interruptores de luz. O esquema de contágio funciona assim: a pessoa coça o olho, acende a luz. Vem o outro, apaga o interruptor e põe a mão no olho. É o bastante para transmitir o problema ao próximo desavisado.

Os especialistas ainda alertam que a saúde ocular precisa de proteção. Por isso, óculos de sol devem fazer parte do kit praia ou piscina. Muita gente não sabe mas o oftalmologista lembra que a exposição por mais de seis horas aos raios solares pode implicar em inflamação da retina e inda queimar os olhos (que ficam vermelhos). Repetidamente, o hábito favorece a catarata precoce. Para ajudar a proteger, chapéu e boné também são amigos da visão sadia. 

Confira outras dicas para o verão saudável

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.