Por trás da fadiga que não passa podem estar ocultos nove problemas de saúde

Nove problemas de saúde podem estar escondidos no cansaço
Getty Images
Nove problemas de saúde podem estar escondidos no cansaço
Uma solução simples para o cansaço que não passa pode estar na cama. Médicos, vizinhos e familiares, sem pensar duas vezes, vão receitar uma boa noite de sono para as pessoas que vivem um desânimo constante.

Mas para aquelas que, mesmo dormindo horas suficentes (entre 6h e 8h por noite), não conseguem livrar-se desta sensação estafante, uma investigação clínica mais precisa pode revelar, ao menos, nove problemas de saúde ocultos na fadiga que dura mais de uma semana.

Faça o teste : Qual é o seu padrão de sono?

As mulheres, de acordo com as investigações clínicas, são as que mais queixam do cansaço duradouro sem razão aparente. Mas as doenças associadas à fadiga afetam elas e eles em igual proporção. Fique atento

Anemia e desnutrição de nutrientes

“Uma estafa acumulada por excesso de trabalho ou problemas domésticos. A inatividade física, a tensão no trânsito. Tudo pode ser origem da fadiga constante”, avalia o médico especializado em medicina ortomolecular, Cyro Masci. Mas o especialista alerta que, em geral, uma desnutrição global de nutrientes explica o cansaço persistente.

“A falta de ferro, que resulta na anemia , impede que os nutrientes vitais sejam transportados pelo corpo. Mas a fadiga também pode aparecer por ausência de vitamina D, desequilíbrio de cálcio, zinco e magnésio. Uma avaliação precisa do paciente pode encontrar este desequilíbrio, que direciona para uma alimentação mais adequada e, em alguns casos, evidencia a necessidade de suplementos alimentares”, completa Masci

Veja aqui : Saiba tudo sobre a anemia
Vitamina D, a queridinha da ciência

Diabetes

A doença em ascensão entre os brasileiros também pode ser a explicação para o cansaço duradouro. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), inclusive, elenca a fadiga como um dos sinais desta doença metabólica. Os exaustos em tempo integral podem fazer os exames para avaliar o nível de açúcar no sangue (glicemia) e confirmar se há alterações.

Isso porque, segundo já alertou o presidente da SBD, Saulo Cavalcanti, o diabetes é uma doença silenciosa, a maior parte não sabe ser portadora e quando os sinais mais concretos aparecem (desmaios, problemas na vista e sede excessiva), o estágio da doença já está em fase avançada.

Você sabe o que é diabetes? Veja as respostas aqui

Excesso de cafeína

Quando o assunto é fadiga, o café é o exemplo de que o remédio pode ser veneno dependendo da dose. Apesar das pessoas associarem a cafeína a um estimulante, uma pesquisa feita pelo Instituto de Saúde, Ciência e Tecnologia do Paquiestão, publicada no site médico PublMed, mostrou que o excesso pode ser prejudicial à saúde. A dosagem exagerada afeta os neurotransmissores e pode resultar em fadiga muscular.

Apneia do sono

Dormir muitas horas, não significa dormir bem. Um problema muito comum entre os brasileiros é a apneia do sono , que tem como principal sintoma o ronco. As mulheres também padecem deste problema que nem sempre é encarado como um sinal de alterações na saúde. Por isso, a sensação é de estar cansado o tempo todo pode ser reflexo da apneia, relacionada também aos problemas cardíacos e ao peso em excesso.

Saiba o que é apneia
Ronco é um dos três inimigos do homem
O ronco feminino é mais difícil de tratar

Problemas cardíacos

Um coração que não funciona bem pode ter como primeiro sinal o cansaço. Os batimentos cardíacos fora de ritmo (ou muito acelerado ou devagar demais) não permitem o bom funcionamento do organismo e a fadiga é instaurada. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia é importante ficar atento aos sintomas, mas também fazer exames periódicos antes deles aparecerem. Os sinais do infarto são muitos e as doenças cardiovasculares podem ser prevenidas

Uma página especial sobre o coração
Depois daquele infarto, como agem os pacientes?

Fibromialgia

A doença chamada fibromialgia é tipicamente feminina e de difícil diagnóstico. Além das dores constantes, um estudo publicado na Revista Brasileira de Reumatologia mostrou que 90,4% das pacientes, além da experiência dolorida, também relatam fadiga. O cansaço, inclusive, foi o sintoma mais presente entre as portadoras de fibromialgia, superando a depressão (39%) e a ansiedade (87%)

Saiba tudo sobre a fibromialgia

Hipotireoidismo

A tireoide é um órgão endócrino, responsável pela produção de hormônios essenciais para a vitalidade do organismo. Quando ela não funciona bem, quase todas as partes do corpo sentem. Por isso, os médicos endocrinologistas listam a fadiga, uma estafa corporal, como um dos sintomas principais do hipotireoidismo .

O exame da tireoide

Intolerância alimentar

Quando um alimento não cai bem, as pessoas associam que a consequencia é uma indigestação, diarreia ou vômito. Mas segundo o médico ortomolecular Cyro Masci a fadiga também pode ser incluída no roll de sintomas da intolerância alimentar. “Mas nem sempre a associação com a comida é direta, já que os sinais podem demorar até 72 horas para aparecer. Nesta altura, a pessoa até esquece o que comeu e não faz a conexão”, acredita. Segundo ele, existem alguns testes mais específicos que podem apontar qual é o grupo de alimentos que desperta esta intolerância

Sabia que mau humor também é sintoma de alergia alimentar?
Guia de primeiros socorros para a intoxicação por alimentos

Desidratação

A falta de água e líquido compromete o organismo e o primeiro sinal é a fadiga. Pessoas com febre ou com alguma infecção viral também ficam desidratadas. Nestas ocasiões, a fadiga muscular e psicológica podem surgir e manter-se sempre hidratado pode aliviar a sensação. 

Continue lendo

É hora de fazer um check-up?
Listamos seis doenças agravadas por noites maldormidas
As doenças mais procuradas na internet de A a Z