Cirurgia realizada nos lábios vaginais deve ser indicada com critério – mas os resultados se estendem até a autoestima da mulher

Luiz Philipe Molina Vana, cirurgião plástico:
Divulgação
Luiz Philipe Molina Vana, cirurgião plástico: "com alguma frequência aparecem pacientes que querem fazer a cirurgia, embora não tenham indicação para tal"
Muitas mulheres que se incomodam com o excesso dos pequenos lábios vaginais recorrem à ninfoplastia, cirurgia íntima corretiva que pode ser realizada por um cirurgião plástico. Relacionado tanto à estética quanto ao desconforto sexual, o procedimento proporciona benefícios à saúde física, psicológica e sexual da mulher.

O Dr. Luiz Philipe Molina Vana, cirurgião plástico do Centro Especializado em Cirurgias Minimamentes Invasivas (CECMI) , titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Brasileira de Queimaduras, esclarece as dúvidas mais comuns a respeito do procedimento.

Como saber se posso fazer a ninfoplastia?
O médico explica que a indicação para a realização da cirurgia depende de uma avaliação criteriosa de cada caso. Se os pequenos lábios estão ‘exagerados’, eles podem causar desconforto local devido ao volume, abrangendo até mesmo a aparência externa. Mas há ainda os aspectos da saúde íntima da mulher, por questões relativas à higienização. “Na maioria das vezes o que ocorre é o desconforto durante a relação sexual. E isto envolve tanto o aspecto físico quanto emocional, uma vez que a qualidade da vida sexual da mulher pode ser abalada em virtude do seu constrangimento perante o parceiro”, esclarece Molina.

Qualquer mulher pode passar pelo procedimento?
A ninfoplastia é recomendada a pacientes clinicamente saudáveis e com completo desenvolvimento sexual, a partir dos 18 anos, em média, quando o corpo da mulher já está desenvolvido. “Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, ter critério é fundamental. Não podemos ser cartesianos, mas .

A cirurgia íntima melhora apenas o visual?
O cirurgião plástico ressalta que problemas relativos a higiene são comuns, e a cirurgia íntima facilita a higienização do local. “Nestes casos, a indicação é mais funcional do que estética. É uma questão de saúde física da mulher. E de extrema importância”, diz o cirurgião plástico do CECMI.

A sensibilidade na área é afetada?
Concomitantemente ao excesso dos pequenos lábios vaginais, o efeito psicológico na mulher e as interferências em suas atividades sexuais são recorrentes. No entanto, salienta o médico, isto não tem relação com a sensibilidade, que não é afetada. “Não há perda de sensibilidade nem antes nem depois da cirurgia. O que pode ocorrer é o grande volume do pequeno lábio vaginal obstruir o clitóris, e aí ter alguma perda de sensibilidade. Mas são casos raros”.

A ninfoplastia ajuda a superar o constrangimento?

A cirurgia íntima dos pequenos lábios melhora a autoestima da mulher em praticamente 100% dos casos após a cirurgia. Isto tem significado importante, por permitir um melhor desempenho sexual, tirando a inibição por questões estéticas, que consequentemente estão ligadas a situação psicológica. Tudo vai depender do comportamento da paciente antes da cirurgia. Mesmo apresentando grande volume nos pequenos lábios, muitas mulheres têm atividade sexual intensa e normal. “A cirurgia possibilitará melhora da autoestima de forma ainda mais evidente, e isto ocorre com frequência, se a mulher é mais reservada, fechada nos seus relacionamentos. Isto provoca a procura pela cirurgia íntima”, diz o médico. “Para a mulher que se submete a este procedimento, o mais importante é que os resultados são muito satisfatórios”, completa Luiz Philipe Molina.

A idade é outro fator preponderante que influencia. Segundo dr. Molina, quanto mais jovem a paciente, mais rápidas serão as respostas quanto a autoestima e à “recuperação” psicológica da paciente.

Quanto tempo leva até os resultados ficarem evidentes?
O prazo médio para se chegar ao resultado definitivo – correção dos pequenos lábios - após a cirurgia é de seis meses.

Leia também:

Ninfoplastia melhora a autoestima de pacientes

Cirurgia íntima: ninfoplastia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.