Revisão de diversas pesquisas mostra que, sozinho, contraceptivo oral não provoca aumento de peso

Pílula: sozinha, ela não é a culpada pelo aumento de peso
Getty Images/Photodisc
Pílula: sozinha, ela não é a culpada pelo aumento de peso
O ganho de peso talvez seja o efeito colateral mais temido entre as mulheres que optam por fazer controle de natalidade.

Preocupações sobre as pílulas e adesivos causarem quilos a mais costumam manter muitas delas longe desse tipo de método.

Porém, a maioria dos estudos mostrou que essas preocupações não têm fundamento. As mulheres que acabam ganhando peso, segundo especialistas, podem estar simplesmente enxergando o ganho natural de peso ao longo do tempo como um efeito colateral indesejado dos contraceptivos.

Leia: Pílula prejudica o prazer?

Numa ampla análise publicada em "Cochrane Database of Systematic Reviews", pesquisadores revisaram dados de diversos ensaios aleatórios que comparavam contraceptivos hormonais com placebos (não ficou claro que tipo de controle de natalidade foi usado pelas participantes que tomaram placebos).

Não houve evidências, em nenhum dos estudos, de que mulheres usando os contraceptivos ganhavam mais peso do que o grupo do placebo. Em seguida, os pesquisadores examinaram estudos que comparavam diferentes doses ou tratamentos de vários contraceptivos hormonais, que também "não mostraram nenhuma diferença substancial no peso", relataram eles.

Outro estudo, de 2008, da Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts, acompanhou 150 atletas mulheres entre 18 e 26 anos, algumas das quais foram aleatoriamente inseridas num grupo que tomava contraceptivos orais. As outras serviram como controle. Após dois anos, os cientistas concluíram que os contraceptivos não causavam qualquer ganho de peso ou de gordura corporal.

Assim, conclui-se que os contraceptivos hormonais, por si só, não parecem causar qualquer aumento de peso.

* Por Anahad O'Connor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.