Mapa da violência mostra cidades mais perigosas

O Mapa da Violência brasileiro, divulgado hoje, revela que as mulheres enfrentam um país dividido. Enquanto mais da metade dos municípios do País não registrou um único homicídio de vítima feminina, outras cidades produziram índices semelhantes ao de assassinatos de países em guerrilha.

Tailândia, no Pará, Serra, no Espírito Santo, Monte Mor em São Paulo, Macaé, no Rio de Janeiro, na década entre 1997 e 2007, registraram a marca de mais de 16 homicídios em cada 100 mil mulheres, mais do que El Salvador (taxa de 12,7 homicídio), Rússia (9,4) e Colômbia (7,8).

A média nacional dos 5.564 municípios é de 4,2 homicídios para cada 100 mil pessoas do sexo feminino. Isso indica que 288 cidades ficaram acima desta taxa, como São Paulo (4,8) e Rio de Janeiro (5,8).

Por ano, são cerca de 4 mil assassinatos de mulheres, uma média de 11 casos todos os dias. Os dados são do Ministério da Saúde e o estudo foi tabulado pelo pesquisador Julio Jacobo, do Instituto Sangari .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.