A cirurgia plástica íntima corrige o excesso dos pequenos lábios vaginais em mulheres que se incomodam com o problema

Ninfoplastia
Getty Images
Ninfoplastia

“Eu nunca tinha me sentido à vontade com nenhum namorado. Tinha vergonha de curtir momentos de intimidade simples, como tomar banho juntos. O fato de ter os pequenos lábios vaginais maiores do que os grandes lábios fazia com que eu me sentisse feia. E isso começou a atrapalhar a minha vida sexual”, confessa a enfermeira J. M.*, de 28 anos.

Pode parecer frescura ou excesso de vaidade, mas não é. Quem sofre com o problema sabe muito bem o constrangimento que pode causar. A boa notícia é que já existe uma cirurgia plástica que resolve o problema e eleva a autoestima das mulheres. “A ninfoplastia é realizada nos pequenos lábios da vulva, onde a pele excedente é retirada. Não utilizamos anestesia geral, apenas uma local com sedação. Isso evita a internação da paciente, que é liberada após algumas horas”, explica a cirurgiã plástica Luciana Pepino.

Início de tudo
A primeira recomendação para quem decidiu pela cirurgia da intimidade é procurar um médico de confiança. Descubra se o profissional é especialista em sua área. “É importante você se sentir segura e confiar no médico e isto acontecerá por meio da consulta”, alerta o cirurgião plástico Sérgio Aluani.

Exames laboratoriais e clínicos, além de cardiológicos normais, precisam atestar que está tudo bem com a paciente. “Antes do procedimento também não se deve ingerir medicamentos com ácido acetil salicílico, bebidas alcoólicas ou fumar”, complementa Luciana Pepino.

O procedimento
Após a sedação e a anestesia local, é retirado o excesso de tecido, restaurando o aspecto natural e estético da região. A sutura é feita com fio absorvível, que cai espontaneamente dias depois e não deixa cicatriz aparente. A cirurgia dura em média uma hora.

“Eu optei por fazer a depilação com cera três dias antes, apenas por imaginar que facilitaria os cuidados higiênicos no pós operatório. Mas não foi algo exigido”, comenta J. M. Terminada a cirurgia, a paciente fica em uma sala de recuperação do hospital por duas horas. Se tudo estiver em ordem, ela é alimentada e recebe alta.

Pós-operatório
Para os dias que se seguem, é necessário tomar antibióticos e analgésicos, além de pomada anestésica na região, que fica com hematomas. Nas primeiras 48 horas, compressas de gelo ajudam a diminuir o inchaço e duchas para a higiene devem ser feitas sempre que necessário.

“A mulher deve evitar calças, bermudas e shorts muito justos, banho de mar ou piscina por 21 dias – e nada de relações sexuais antes de 30 dias”, avisa Luciana Pepino. É normal também que o inchaço permaneça neste período.

Razões da cirurgia
Não é somente por estética que as mulheres buscam a ninfoplastia. “O excesso de pele nos pequenos lábios provocam constrangimentos não só pelo tamanho, mas também pelo escurecimento mais aparente. A pessoa que não se sente bem esteticamente também pode ser afetada psicologicamente, e com isso tem a sua autoestima diminuída. Muitas apresentam ainda dores durante as relações sexuais, desconforto no uso de roupas apertadas, biquínis e calcinhas. Alguns exercícios físicos também incomodam, como andar de bicicleta”, relata Sérgio Aluani.

Além de achar feio, J. M. tinha escoriações nos pequenos lábios durante o período menstrual. Hoje, quase três meses depois, a enfermeira se sente “superbem e feliz”. Arrumou um namorado novo que não sabe sobre o probleminha já resolvido. “Minha autoestima é outra e estou à vontade para ter relações, tomar banho e andar sem roupa na frente dele. A sensibilidade e o prazer sexual é preservado, pois não há manipulação do clitóris”.

Quem quiser realizar a ninfoplastia vai precisar desembolsar algo em torno de R$ 3 a R$ 5 mil (valores pesquisados em agosto de 2009). Para saber sobre médicos aptos para a operação em sua cidade consulte o site Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica .

* O nome da paciente foi omitido para atender ao seu pedido

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.