Outubro Rosa alerta mulheres para o diagnóstico precoce e tratamento do câncer de mama

Ontem foi dada a largada para o combate da doença que já provocou cerca de 7 milhões de mortes no mundo: o câncer de mama. Durante o mês de outubro, mês mundial da luta contra o câncer de mama, diversas atividades irão ocorrer pelo mundo, na tentativa de conscientizar as mulheres da importância do diagnóstico precoce e tratamento da doença.

De acordo com a American Cancer Society, cerca de 1,3 milhão de mulheres no mundo são diagnosticadas com câncer de mama anualmente, e 465 mil morrem por causa da doença. “Esse número irá triplicar em 2030 e as mulheres que vivem nos países subdesenvolvidos serão as mais afetadas pela doença”, afirma a Dra. Maira Caleffi, presidente da FEMAMA, Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio a Saúde da Mama.

Segundo avaliação da Dra. Maira, que traçou o cenário da doença nos grandes centros urbanos do Brasil junto a uma pesquisa encomendada para o Datafolha, os resultados não são bons. Eles derivam principalmente da falta de informação e do fato das mulheres acharem que não correm nenhum risco. “Até mesmo o próprio médico não influencia na decisão pela mamografia. 31% das mulheres nunca realizaram mamografia para detecção, principalmente aquelas que dependem do sistema público de saúde”, diz.

Outra pesquisa realizada pelo BBECAM, Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama, reforça alguns dados do Datafolha no que diz respeito à diferença de tratamento de mulheres com câncer de mama em hospitais públicos e privados. Em relação ao diagnóstico da doença, por exemplo, 36% das mulheres atendidas em hospitais públicos descobrem o tumor em estágio avançado, contra 16% nos serviços privados. “Para cada aumento de 1 milímetro do tumor, diminui-se 1% de chance de tratamento da doença”, ressalta a Dra. Maira.

Lei Federal garante direito à mamografia
Em contrapartida à dificuldade de diagnóstico no sistema público, o deputado federal Enio Bacci conseguiu aprovar uma lei que garante a mulher o direito do exame mamográfico pelo SUS (Sistema único de Saúde), em todas as mulheres a partir de 40 anos, e não mais de 50 anos de idade, como era anteriormente.

O SUS deve assegurar, por meio de serviços próprios, conveniados ou contratados, a assistência integral à saúde da mulher; além da mamografia, a Lei Federal 11.664/2008 trata de questões relativas à prevenção, detecção, tratamento e controle dos cânceres de colo uterino.

Ações iluminadas
Durante todo o mês de outubro ocorrem ações para alertar a mulher contra o câncer de mama. O Cristo Redentor foi iluminado na noite de ontem e ficará até amanhã, 07, iluminado na cor rosa, símbolo mundial do movimento. Outros monumentos públicos e edifícios privados de São Paulo, Brasília, Curitiba, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, Blumenau, Florianópolis e Ouro Preto serão iluminados de rosa ao longo do mês.

Além da iluminação, o Movimento Outubro Rosa realizará um tour por todo o país com o “Rosamóvel”, um espaço itinerante com informações sobre a doença e diversos serviços prestados por voluntárias durante a passagem do veículo pelo país.

>> Veja fotos do movimento pelo mundo

>> Veja imagens do Cristo iluminado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.