Vice-presidente da empresa de cosméticos Estée Lauder, ela criou a campanha do laço rosa, hoje o símbolo da luta contra a doença

Evelyn Lauder: ela criou o laço rosa, que se tornou símbolo da luta contra a doença
Getty Images
Evelyn Lauder: ela criou o laço rosa, que se tornou símbolo da luta contra a doença
Evelyn Lauder, vice-presidente da empresa de cosméticos Estée Lauder e impulsionadora da luta contra o câncer de mama , morreu neste sábado em sua casa de Manhattan aos 75 anos, informou "The New York Times".

Leia: Casos de câncer de mama aumentam

Nascida em 1936 em Viena como Evelyn Hausner, sua família teve que fugir da capital austríaca quando Hitler anexou o país em 1938.

Em 1940, a família se mudou para Nova York, cidade na qual Evelyn se casou em 1959 com Leonard A. Lauder, filho de Estée, e passou a integrar-se na família, proprietária então de uma pequena empresa.

De seu casamento com Leonard teve dois filhos, William e Gary.

Em 1989 foi diagnosticada com câncer de mama , e apesar de se negar sempre a comentar a evolução de seu caso, começou a partir de então a desenvolver uma intensa atividade internacional para lutar contra esta doença.

Criou a campanha do laço rosa, reconhecido a partir de então como símbolo da luta contra este mal, e em 1993 abriu a Fundação para a Pesquisa sobre o Câncer de Mama, com a qual arrecadou uma quantidade que o jornal nova-iorquino estima em cerca de US$ 350 milhões.

Em 2007 foi diagnosticada com outro câncer , desta vez de ovários . Foi este câncer que, ao final, lhe causou a morte.

Leia:
Cuidados com a saúde em cada época da vida feminina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.