Publicidade
Publicidade - Super banner
Saúde da Mulher
enhanced by Google
 

Mitos e verdades sobre vasos e varizes

Médicos tiram dúvidas sobre as doenças venosas que atingem mais mulheres do que homens

Chris Bertelli, iG São Paulo |

Getty Images
Saiba o que é verdade ou não no caso das varizes
As altas temperaturas favorecem o uso de saias, vestidos e roupas que deixam as pernas de fora. Mas muitas mulheres passam longe de qualquer uma dessas opções. Os motivos, em geral, são dois grandes conhecidos delas: os vasos aparentes e as varizes. Segundo dados do Ministério da Saúde, 35% da população brasileira tem algum grau de doença venosa. Desse total, o número de casos é desigual entre os sexos: a cada três mulheres que apresentam a doença, há apenas um homem com o problema.

O Delas ouviu especialistas para saber os mitos e verdade sobre a doença e tirar de vez as dúvidas sobre o problema, confira!

O que são varizes?
A circulação do sangue tem duas vias principais: as artérias, que levam o sangue do coração até as extremidades do corpo, e as veias, responsáveis pelo caminho de volta. Na volta, é preciso vencer a ação da gravidade. Essa pressão, com o tempo, gera uma força contra as paredes das veias, que dilatam, se tornando mais aparentes sob a pele. As veias dilatadas não conseguem trazer tão bem o sangue de volta, gerando a sensação de peso, cansaço nas pernas, e em casos mais graves uma pigmentação castanha ou até feridas.

Porque as varizes aparecem?
O primeiro ponto é a tendência genética familiar, ou seja, a hereditariedade. “Se a tia tem, a mãe têm, essa mulher tem uma tendência grande a ter varizes e pode apresentá-las cedo”, explica Calógero Presti, presidente da regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV). Em segundo lugar, a pessoa tem de se mexer! “Alguns estudos demonstram que os moradores da cidade têm apresentado mais varizes do que os do interior, já que estes caminham mais”, afirma o cirurgião vascular Paulo Motta Guimarães, membro da SBACV. A obesidade está entre os fatores que também prejudicam a circulação, já que o retorno venoso fica mais difícil com o aumento de peso.
Os fatores ambientais também influenciam – e muito – no aparecimento de vasos e varizes. “Se a pessoa trabalha muito tempo sentada, como uma secretária, por exemplo, essa situação pode agravar a evolução da doença. Por outro lado, quem fica muito tempo parado em pé também pode acelerar o aparecimento de varizes”, diz Calógero. O ideal, reforçam os médicos, é movimentar-se constantemente.

Fazer depilação com cera quente dá varizes
MITO
O uso de cera quente não vai fazer com que as varizes apareçam. No entanto, o calor do produto pode agravar o problema em quem já o tem. Por isso, nesses casos, os médicos não recomendam sauna, banho com água muito quente e excessiva exposição ao sol.

Pegar pesado na musculação pode dar varizes
VERDADE
A musculação é um ótimo exercício quando bem orientado e feito em quantidade e freqüência adequadas. “Um pouco de musculação é bom, porque faz com que o músculo fique mais forte e ajude no bombeamento do sangue. Mas fazê-la durante muito tempo, aumenta a pressão dentro do abdômen e o retorno do sangue piora”, avalia Paulo Guimarães. Segundo o médico, o ideal seria mesclar o treino com exercícios aeróbicos.

Varizes só aparecem em pessoas mais velhas
MITO

As varizes podem aparecer a partir dos 15 anos em mulheres geneticamente predispostas. No entanto, algumas pessoas ainda associam esse problema à velhice. “O processo de aparecimento dos vasos e varizes é uma evolução contínua. É um processo acumulativo e lento, por isso as pessoas têm a impressão de que o problema só aparece em idosos, o que não é verdade”, revela Calógero Presti.

Calça justa pode contribuir para o aparecimento de varizes
VERDADE

O problema das calças justas é que elas comprimem excessivamente apenas a região das coxas, dificultando a circulação. “A compressão, para ser boa, tem de ser do pé até a cintura. A mulher pode continuar usando a calça, se usar uma meia de compressão por baixo dela”, avalia Paulo Guimarães.

Usar meia calça ajuda quem tem varizes
VERDADE

A meia calça ou a meia ¾ têm efeito benéfico em quem já tem varizes. Ela dá conforto e evita o inchaço, principalmente para quem passa muito tempo sentado ou muito tempo parado em pé. “Vale ressaltar que a meia-calça é uma artifício médico e, portanto, deve ser indicada por um. Só um vascular vai poder analisar quanto de compressão é o ideal para cada paciente e quanto tempo essa pessoa deve usar a meia”, alerta o presidente da regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

O uso constante de salto alto não tem relação com varizes
MITO

Ao caminhar de salto, a mulher usa apenas a força da coxa, quando o principal mecanismo de volta do sangue está na batata da perna. “A panturrilha é como se fosse um coração periférico, ela é responsável por 80% de todo o retorno venoso”, diz Paulo Guimarães. O cirurgião vascular aconselha: “Com exceção dos saltos, o calçado ideal é aquele que permite à mulher chega em casa no fim do dia e sentir que a perna está bem”.

Viagens longas prejudicam as varizes
VERDADE

Ficar mais de seis horas sentada sem se mexer prejudica a circulação das pernas, o que pode levar ao aparecimento de vasos ou varizes. Nessas situações, os médicos recomendam mexer-se de hora em hora. Vale levantar, andar um pouco ou até mesmo movimentar os pés como se estivesse pisando no acelerador do carro.

Gravidez provoca varizes
VERDADE

A notícia não é boa para as gestantes. Os hormônios liberados na gravidez tornam as paredes das veias mais elásticas, facilitando sua dilatação. Segundo o cirurgião vascular Calógero Presti, o aumento no volume de sangue circulando pelo corpo da mulher e a retenção de água também são fatores que contribuem para o aparecimento das varizes. Além disso, o crescimento do bebê comprime algumas veias e dificulta o retorno do sangue.

Pílula anticoncepcional pode causar varizes
VERDADE

O uso contínuo e prolongado de anticoncepcionais pode provocar retenção de líquidos e dilatação nas veias. Uma mulher que já tem herança genética para o aparecimento do problema e toma constantemente a pílula por 15 ou 10 anos tem mais chances de apresentar varizes do que uma que não faz uso do medicamento.

Todas as varizes doem
MITO

Normalmente as varizes não doem. O que pode existir é uma sensação de peso e desconforto nas pernas. Se elas estão doendo é porque deve haver algum processo inflamatório no local. Nesse caso, procure imediatamente um médico.

Mulheres com intestino preso têm mais chance de ter varizes
VERDADE

Nesses casos, a mulher faz mais força para poder ir ao banheiro. “Esse esforço é como uma prensa no abdome e essa contração é transmitida para as veias dos membros inferiores, pressionando-as”, explica Calógero Presti.

 
Quer se livrar desse problema? Conheça os tratamentos mais indicados contra vasos e varizes

Leia tudo sobre: varizespernas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG