Estudo sugere que o ambiente quente e úmido é prejudicial. Veja o que fazer para mantê-las em boas condições

Fora do banheiro: umidade e calor podem afetar a eficácia das vitaminas
Getty Images
Fora do banheiro: umidade e calor podem afetar a eficácia das vitaminas
Sabe aquela mania tipicamente feminina de guardar remédios numa caixinha dentro do armário do banheiro? Se você faz isso, é bom começar a pensar em outro lugar para guardá-la.

Em recentes estudos, cientistas descobriram que o ambiente quente e úmido encontrado na maioria dos banheiros tende a deteriorar vitaminas e outros suplementos ao longo do tempo.

Os pesquisadores descobriram que esse processo, conhecido como deliquescência, pode reduzir o poder da vitamina B, vitamina C e outros suplementos solúveis em água – tonando-os até inúteis. Tampas herméticas não necessariamente resolvem o problema, já que a abertura e o fechamento delas permitem que a umidade entre e não saia.

Num estudo publicado este ano por cientistas alimentares da Purdue University, pesquisadores mediram a estabilidade de diferentes suplementos de vitamina C em diversas temperaturas e níveis de umidade. Os suplementos apresentaram sinais de deterioração acima de umidade de 80%, um nível de umidade perfeitamente possível de ser produzido pelo vapor de um banho quente. Outros estudos encontraram efeitos similares com a tiamina, vitamina B6 e outros produtos nutricionais solúveis em água expostos a ambientes úmidos.

E atenção: os níveis de umidade podem ser altos também na cozinha. Para uma melhor conservação, tente manter produtos vulneráveis – como polivitamínicos, vitaminas para crianças ou produtos em pó – numa área seca e fresca com pouca umidade, como o quarto. Se suas vitaminas amoleceram ou apresentam pontos escuros, isso quer dizer que elas já começaram a se deteriorar e devem ser descartadas.

* Por Anahad O'Connor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.