Fertilização: mais tentativas aumentam o sucesso?

Pesquisadores crêem que o aumento no número de tentativas daria um empurrão nos índices de sucesso

Reuters Health |

Reuters
Fertilização in vitro: seguir tentando ampliaria as chances de sucesso?
Pesquisadores dizem que casais que estão tentando engravidar por meio de fertilização in vitro (FIV) poderiam aumentar as chances de sucesso simplesmente não desistindo do tratamento.

Mas, segundo dados de um estudo conduzido pela mesma equipe de pesquisa em diversas clínicas de fertilização da Austrália, muitos deles acabam não conseguindo engravidar .

Entre os anos de 1993 e 2002, metade das mais de 5.000 mulheres que iniciaram o tratamento de fertilização in vitro passou por menos de dois ciclos de tentativas. As chances de dar à luz a um bebê vivo como resultado da FIV foi de 58% em mulheres na faixa dos 20 anos, mas de apenas 22% naquelas com idade entre os 40 e os 44 anos. Com base nestes dados, os pesquisadores acreditam que o aumento no número de tentativas de FIV daria um empurrão nos índices de sucesso em pelo menos cinco tentativas.

“Os resultados do estudo sugerem que a FIV é potencialmente mais eficaz se as mulheres, principalmente aquelas com mais de 35 anos, conseguirem passar dos dois ou três ciclos habituais de tentativas”, escreveu Louise Stewart, da University of Western Australia em Crawley, no periódico Fertility and Sterility (Um dos autores do estudo faz parte do conselho australiano em fertilidade das empresas Merck Serono e Schering-Plough, ambas fabricantes de medicamentos para a fertilidade).

Mas, o estudo também mostra que diversas mulheres acabaram dando a luz a bebês vivos mesmo depois de interromperem o tratamento de FIV. Incluindo tais nascimentos, um total de 79% das mulheres que iniciaram o tratamento de FIV por volta dos vinte anos conseguiu engravidar, em comparação a um terço daquelas já com 40 anos.

Um especialista em saúde que falou à Reuters Health questionou as novas descobertas, principalmente a maneira como os pesquisadores relacionaram os índices de sucesso a um número maior de ciclos de FIV.
Como poucas mulheres passam por vários ciclos, tais estimativas logo podem se tornar inconsistentes, disse Mitchell P. Rosen, do Centro de Saúde Reprodutiva da Universidade da Califórnia em San Francisco.

“É bastante óbvio que o número de ciclos é um fator que agrega à probabilidade de sucesso, mas ela se torna cada vez menor. Cada caso é um caso. Os benefícios são realmente visíveis ou estamos simplesmente batendo na mesma tecla?”, ele questionou.

Nos Estados Unidos, um ciclo de FIV pode custar até R$ 30 mil, sendo que cada fracasso causa um dano psicológico aos pacientes. Rosen diz que já viu alguns casais passarem por até 11 tentativas.

Leia mais: Inseminação mais barata chega ao País

“A certa altura, os custos e os efeitos colaterais psicológicos se tornam proibitivos”, disse o especialista à Reuters Health. Ele diz que a boa nova é que mesmo as pessoas que desistem da FIV ainda têm alguma chance.

* Por Frederik Joelving

    Leia tudo sobre: mulherfertilidadeFIVgravidez

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG