Acusado de homicídio culposo e lesões, Jean-Claude Mas foi preso por não ter pago fiança

Jean-Claude Mas foi preso por não ter pago fiança
AP
Jean-Claude Mas foi preso por não ter pago fiança
O fabricante dos implantes mamários defeituosos PIP, Jean-Claude Mas, foi preso na noite desta terça-feira (6) em Marselha (sudeste da França) por não pagar a fiança que lhe fora imposta pela juíza que o acusou por sua suposta responsabilidade neste escândalo sanitário de alcance internacional.

Leia também:
- Entenda o caso das próteses francesas PIP
- Quem é Jean-Claude Mas, o dono da PIP

Segundo fontes da investigação citadas nesta quarta-feira pela imprensa francesa, Mas ingressou na prisão de Baumettes ao fim do prazo para o pagamento da fiança de 100 mil euros imposta pela magistrada Annaick Le Goff. A juíza o acusou de homicídio culposo e lesões no último dia 26. O empresário já foi objeto de outra investigação judicial por fraude, cuja fase de instrução foi encerrada em outubro passado.

A Poly Implant Prothèses (PIP) foi fundada por Mas em 1991, e em 2010 foi decretada sua liquidação judicial. No final da década de 1990, se tornou a terceira maior produtora mundial desse tipo de próteses, com vendas principalmente a países latino-americanos e europeus.

Em março de 2010, as autoridades sanitárias francesas decidiram retirar do mercado o gel que a marca utilizava, após terem sido alertadas pela Agência Francesa de Segurança Sanitária de Produtos de Saúde (AFSSAPS) sobre os "efeitos adversos do produto" e seu maior risco de ruptura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.