Afazeres com primeiro filho podem levar mulheres a desistir das atividades físicas e a engordar, diz novo estudo

Mães de primeira viagem se sentem sobrecarregadas e acabam se descuidando
Thinkstock/Getty Images
Mães de primeira viagem se sentem sobrecarregadas e acabam se descuidando
O estresse da maternidade pode levar as mulheres que dão à luz o primeiro filho a desistir das atividades físicas e a ganhar peso , é o que mostra um novo estudo americano.

Uma equipe da Georgia Health Sciences University (EUA) verificou o Índice de Massa Corporal (IMC) de 60 mães do primeiro filho, que responderam a questionários sobre seus níveis de estresse e atividades físicas.

Faça os testes:
Como anda seu nível de estresse ?
Qual a atividade física ideal para você?

“O que mais influenciou no estilo de vida sedentário, ou na atividade física em pequena quantidade, foi o estresse proveniente da maternidade relatado pelas mães.

Níveis mais altos de estresse, incluindo a depressão, foram associados à menor quantidade de atividades físicas e ao IMC mais alto após o parto”, disse Deborah Young-Hyman, psicóloga comportamental do Georgia Prevention Institute.

Ela e seus colegas também constataram que a interação social foi associada ao IMC mais alto.

“Acreditamos que as mulheres estão socializando com amigos, não estão se isolando, mas elas também estão tendo atitudes sedentárias , como ficar falando ao telefone, assistindo TV ou, simplesmente, ficando em casa, ao invés de ir fazer uma caminhada junto com o bebê”, disse Young-Hyman.

E o estudo também mostrou que o aumento do IMC também vem acompanhado de um impacto psicológico. As novas mamães com IMC mais alto apresentaram mais sintomas de depressão, enquanto que aquelas com IMC mais baixo eram mais ativas fisicamente e apresentaram menos sintomas depressivos.

“Nós sabemos que atividades físicas ajudam a melhorar o estado de ânimo e a perda de peso, mas ninguém nunca perguntou como a atividade física está relacionada ao estresse da maternidade em mulheres que dão à luz pela primeira vez”, disse Young-Hyman.

Ela observou que o bom estado de ânimo está associado a níveis mais altos de atividades físicas e menor consumo calórico. O estudo foi publicado recentemente na revista especializada Women and Health.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.