Pesquisa americana mostra que a amamentação ajuda a perder gordura abdominal

Amamentação: ela também pode proteger contra o diabetes
Getty Images
Amamentação: ela também pode proteger contra o diabetes
Um novo estudo descobriu que as mães que não amamentam seus filhos correm mais risco de desenvolver diabetes tipo 2.

A doença, frequentemente associada à obesidade, ocorre quando as células do corpo perdem gradualmente a sensibilidade à insulina.

Pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, estudaram mais de 2.200 mulheres com idade entre 40 e 78 anos. Eles descobriram que 27% das mães que não tinham amamentado desenvolveram diabetes tipo 2, quase o dobro da número entre mulheres que amamentaram ou que nunca tiveram filhos.

Os pesquisadores disseram que as diferenças entre os grupos foram mantidas, mesmo depois que as estatísticas foram ajustadas, considerando fatores como idade, raça, nível de atividade física e índice de massa corporal.

“Dieta e exercício são amplamente conhecidos por impactar no risco de diabetes tipo 2, mas poucas pessoas percebem que o aleitamento materno também reduz o risco materno de desenvolver a doença devido à diminuição da gordura abdominal”, disse Eleanor Bimla Schwarz, professora assistente de medicina, epidemiologia e obstetrícia, ginecologia e ciências reprodutivas da Universidade de Pittsburgh.

"Nosso estudo fornece um outro bom motivo para incentivar as mulheres a amamentar seus bebês, pelo menos no primeiro mês de vida criança”, disse Schwarz. “Os médicos precisam considerar o histórico de gestação da mulher ao alertá-la sobre o risco de desenvolver diabetes tipo 2.”

O estudo, que foi financiado pelo Instituto Nacional de Diabetes e de Doenças Digestivas e do Rim e pelo Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento, está publicado na edição de setembro do American Journal of Medicine.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.