Estudo mostra que 80,5% das hipertensas têm circunferência abdominal elevada. Entre homens índice é de 32,4%

Hipertensão: 8 em 10 mulheres hipertensas têm circunferência abdominal elevada
Getty Images
Hipertensão: 8 em 10 mulheres hipertensas têm circunferência abdominal elevada
A pressão alta é um mal silencioso. Uma pesquisa publicada no mês passado no Arquivo Brasileiro de Cardiologia mostra que, em mulheres, ela pode ser denunciada pela barriguinha.

Um levantamento feito pelas universidades Estadual e Federal de Londrina investigou quais são os sinais associados aos hipertensos que podem revelar se a pessoa convive com índices superiores aos recomendados (e saudáveis) 12 por 8. Foram 378 entrevistados com pressão alta e, entre as mulheres do grupo, mais 80,5% tinham a circunferência abdominal superior a 80 centímetros, considerada elevada.

Este fator de risco foi muito mais presente no sexo feminino do que no masculino, pois entre os homens hipertensos de mesma faixa etária 30,2% tinham circunferência elevada, uma diferença comparativa de 2,48 vezes (para fazer a medição, é necessário colocar a fita métrica a partir do umbigo e dar a volta em toda a barriga).

Aviso

Saber que a “barriguinha de chope" pode ser um aviso de que a pressão da mulher está fora de controle pode ajudar o sexo feminino a ficar atento a um sinal de uma doença que nem sempre avisa sobre sua presença.

Segundo o coordenador do departamento de Hipertensão da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Marcus Vinicius Bolívar Malachias, o hábito de medir a pressão nem sempre é uma rotina, as pessoas associam o problema somente à velhice e podem conviver com uma bomba-relógio que não faz barulho.

“São milhões de pessoas no Brasil que desconhecem sua condição de hipertensos. Temos levantamentos que mostram que, dos que sabem disso, apenas uma minoria consegue controlar a pressão”, afirmou o médico.

A boa notícia é que o mesmo segredo que “elimina” a barriguinha, também é capaz de vencer a hipertensão. Dieta saudável atrelada a exercícios físicos funciona para os dois problemas.

Segundo os nutricionistas especializados em controle de hipertensão, são cinco passos para ter uma dieta eficiente contra a pressão alta:
1)
preparar a comida com pouco sal
2) nunca levar o saleiro para a mesa e nunca acrescentar sal aos alimentos prontos
3) preparar a comida com alimentos naturais
4) evitar produtos industrializados (que vêm em latas ou vidros), embutidos, frios, charques e carnes secas

5) ter muito cuidado com a quantidade de sal contidas nos alimentos e evitar aqueles que tenham muito sal na preparação

Saiba mais no site "Eu sou 12 por 8" .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.