Pela primeira vez no mundo, uma transexual dara a luz uma crianca

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237496363185&_c_=MiGComponente_C

O caso de uma norte-americana, convertida legalmente para o genero masculino, que esta no setimo mes de gravidez, ganhou destaque e levantou uma serie de questionamentos pelo mundo.  E possivel um homem gravido? Ele e m?e e pai ao mesmo tempo? A gravidez e segura, n?o havendo riscos nem para o gestante, nem para a crianca? Sem duvida, as quest?es morais e sociais s?o as que mais pesam. N?o para os diretamente envolvidos, que podem tratar isso de maneira tranquila, ja que a sexualidade n?o deve ser um tabu nessa casa, destaca o psiquiatra Alexandre Saadeh, do Hospital das Clinicas, da Universidade de S?o Paulo.

Thomas Beatie, 34 anos, contou sua historia no talk-show de Oprah Winfrey, no canal ABC. O futuro papai de uma menina fez cirurgia estetica para retirada das mamas ha dez anos, se submeteu a um tratamento hormonal com efeito androgenico para induzir a virilizac?o (aparencia masculina) e mudou de sexo por vias legais. Mas, do ponto de vista biologico, e uma mulher com plena capacidade de engravidar.
A transexual casou-se ha cinco anos com uma outra mulher, Nancy, m?e de duas filhas. Como a esposa sofrera anteriormente uma histerectomia (retirada do utero), quando o casal decidiu ter um filho, ele se propos a engravidar. Foi um ato de amor da transexual para a companheira. Na realidade, essa gravida vai ser pai e a m?e vai ser sua esposa. No momento mais apropriado, o filho vai saber que foi fruto de uma situac?o especial, diz Saadeh.

Recorreram, ent?o, a inseminac?o artificial. Nove medicos foram envolvidos no processo, ate que tiveram acesso a um banco de esperma e encontraram a obstetra Kimberly James, que acompanha o caso. A inseminac?o foi feita em casa, por Nancy, com esperma de um doador anonimo. Beatie engravidou pela primeira vez em 2007, mas o embri?o se fixou fora da cavidade uterina, o que levou a um aborto natural. Em relac?o a atual gestac?o, a obstetra que acompanha o caso afirmou, no programa de Oprah, que o feto e perfeitamente saudavel e que n?o corre perigo pelo fato de o pai ter tomado testosterona durante anos. Quando decidiu engravidar, ele cortou suas doses regulares de hormonio masculino e voltou a ovular naturalmente, n?o utilizando nenhuma droga para aumentar a fertilidade. "Agora suas taxas de hormonio s?o normais", disse Kimberly.

De acordo com o ginecologista da Universidade Federal de S?o Paulo (Unifesp), Jose Soares, o nivel de testosterona e, justamente, o que poderia representar risco ao bebe. Somente se ele estiver muito elevado e se a transexual ingerir durante a gestac?o, principalmente, entre a oitava e a decima semana, um feto do sexo feminino pode adquirir aparencia do masculino, modificando a genitalia. Caso o contrario, e uma gravidez como a de qualquer outra mulher, diz. O medico tambem destaca que todo paciente independente das suas crencas ou aparencia merece considerac?o e atenc?o do profissional de saude.

O advogado e professor de Direitos Humanos, Enezio de Deus, diz que no Brasil s?o realizadas as chamadas cirurgias de transgenitalizac?o. Uma vez comprovado o caso de transexualidade e ja tendo sido realizada a operac?o, um(a) transexual tem o direito de mudar o nome em todos os documentos. O tambem autor do livro A possibilidade juridica de adoc?o por casais homossexuais afirma que a orientac?o sexual e a transgeneridade n?o qualificam ou desqualificam uma pessoa para o exercicio da maternidade/paternidade responsaveis. O fato de uma pessoa ser transexual n?o a inabilita a educac?o de uma prole, seja biologica ou adotiva.

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.