As melhores escolhas para cada tipo de noiva e fotos inspiradoras

A tradição do buquê teve início na Grécia Antiga. Contudo, em vez de flores, as noivas carregavam ervas e alhos, que teriam o poder de atrair boas energias. “Na história mais recente, as ervas deram lugar às flores”, diz a consultora de casamentos Vera Simão no livro “Casar - Do planejamento à celebração em grande estilo”, da Mescla Editorial. Hoje, a escolha se torna mais difícil. Formas, cores e combinações saltam aos olhos; e como não desejar todos eles? Confira algumas dicas preciosas e os significados das flores.

As dicas dos profissionais
Esqueça a velha ideia de combinar a espécie ou cor da flor com a da decoração da igreja ou da festa. “A produção da noiva não pode e nem deve seguir a essa linha. O interessante é que o buquê combine com a personalidade da noiva”, ensinam Ana Paola Liberatore e Isabela Ciampaglia, assessoras da Cheers Eventos. Também é preciso ficar atenta ao tamanho do arranjo. “O buquê é proporcional à altura e estilo de vestido da noiva”, explica a florista Adriana Nardozza.

As baixinhas devem ficar longe dos arranjos em forma de cascata, e as gordinhas, dos muito cheios. As altas podem se render aos maiores, mas deixar de lado a delicadeza. Para quem prefere apostar nos tradicionais buquês redondos, é preciso dosar bem o tamanho: em média 30 botões e cerca de 25cm de diâmetro, como recomenda Vera Simão.

Flores de cada estação
A estação do ano também é um fator que pode influenciar na escolha das noivas. Para o verão, as espécies de flores com cores mais vivas e formas mais evidentes são a boa pedida. Em função das temperaturas mais altas, fuja daquelas mais frágeis e que murcham logo, como gardênias e tulipas. Algumas boas opções são: callas brancas, rosas colombianas, orquídea, mix de rosas, cravíneas e girassol.

No inverno, nada melhor do que investir nas opções nobres como lírios, orquídeas e lisiantus. Clássicos como tulipas brancas e copo de leite também são ótimas opcões. O outono é marcado por flores em tons sóbrios, para garantir o glamour da temporada, e a primavera ganha força com a diversidade de opções, o que permite criatividade e ousadia na hora de montar o buquê.



O significado das flores

Vera Simão lembra que cada flor está associada a uma mensagem, o que pode ajudar a escolher o buquê.

Acácia branca ou rosada:
constância e elegância; Azaléia branca: romance; Azaléia rosada: amor pela natureza; Camélia branca: beleza perfeita; Camélia rosada: grandeza de alma; Cravo branco: amor ardente; Cravo vermelho: amor vivo; Crisântemo branco: verdade; Crisântemo vermelho: “eu amo”; Dália amarela: união; Dália rosada: delicadeza; Flor de laranjeira: felicidade; Girassol: glória, dignidade e paixão; Jasmim: amor, beleza e delicadeza; Lírio: doçura e pureza; Margarida: inocência; Orquídea: beleza e pureza espiritual; Miosótis: inocência; Papoula: fertilidade, sonho; Rosa amarela: felicidade, amizade; Rosa branca: pureza, paz; Rosa champanhe: admiração, reverência; Rosa alaranjada: fascínio, encanto; Rosa cor-de-rosa: amizade, carinho; Rosa vermelha: amor, paixão; Tulipa vermelha: declaração de amor; Violeta: lealdade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.