7 dicas para o buquê de noiva perfeito

Expert conta os segredos para escolher o formato, o estilo e as cores certas para o buquê

Camila de Lira, iG São Paulo |

Getty Images
Noiva deve estar tão segura com vestido quanto com o buquê
Junto do vestido e das alianças, o buquê é um ícone do casamento . Ele pode ofuscar, destoar ou harmonizar com o look da noiva, tudo depende da escolha. Com mais de 11 anos (e 1500 casamentos) de experiência em decoração, especificamente em buquês e arranjos de flores, Andrea Saladini contou para o Delas os sete segredos para a escolha do buquê perfeito.

Leia também
Buquê preservado por até 10 anos
O melhor modelo de vestido para o seu tipo de corpo

1. Não subestime o seu buquê

“Muita gente acha que para fazer o buquê é só amarrar um maço de flores. Mas não é bem assim”, diz Andrea. “O buquê é uma joia, um dos ícones do casamento”. Para a decoradora, é proibido à noiva delegar a compra do buquê para outra pessoa, assim como deixá-la para última hora.

2. Combine o buquê com o seu estilo e com o estilo do vestido
Para escolher as flores, leve em conta o estilo do vestido e o da própria noiva. Segundo Andrea, um vestido romântico, como os rendados , seria eclipsado por um buquê vermelho e grande. “O buquê é como uma armadura: é nele que a noiva segura quando entra na Igreja. Por isso, a noiva precisa estar muito segura com o vestido e com o buquê”, diz.

3. Considere sua estatura para determinar o formato
Se a noiva é mais alta, é melhor apostar em um buquê de cascata. Se é mais baixa, os clássicos redondos são ideais. Por ser longo, um buquê em forma de cascata dá a impressão de que a noiva é menor. Já um redondo e pequeno ficaria desproporcional para uma noiva muito alta. “Vai parecer que ela roubou o buquê da daminha”, brinca a decoradora.

4. Não use flores da mesma cor do vestido ou do sapato
Se o seu vestido tem uma faixa ou se você optou por um sapato colorido, não escolha um buquê com estas cores. De acordo com Andrea, se a noiva escolheu usar um sapato colorido, então o destaque precisa ser voltado para ele. E as flores do buquê deverão ser neutras. “A noiva não pode usar muitos acessórios que chamam atenção, senão ela some”, explica.

Getty Images
Cores das espécies não devem combinar com detalhes do vestido, nem com o sapato da noiva
5. Não use as mesmas flores da festa
Nada de usar as mesmas flores da festa ou da decoração da igreja no buquê. “A sensação que dá é como se as flores da festa tivessem sobrado para fazer o buquê. É como se você estivesse vestindo a decoração”, define Andrea.

6. Cuidado com flores delicadas ou perfumadas demais
Tulipas, hortênsias, lírios e angélicas são flores lindas, mas têm um pequeno problema: as duas primeiras são delicadas, as duas últimas têm um perfume bem marcante. A combinação delas com um casamento no verão ou um noivo alérgico poderiam ser desastrosas. “As tulipas, por exemplo, são entregues num isopor com gelo. E é bom que as coloque na geladeira, se estiver muito calor, senão elas abrem demais”, comenta Andrea.

7. Girassol, não!
De todas as espécies, só uma é vetada nos buquês feitos por Andrea: os girassóis. “Não faço buquê de girassol. Ele é muito espalhafatoso, aparece mais do que a noiva”, comenta Andrea. Além disso, segundo a decoradora, a flor tem um cabo muito grosso e solta um tipo de seiva que pode manchar o vestido. Melhor evitar.

Leia mais
Dez dicas para casamentos na praia
Agenda da Noiva: o que fazer mês a mês para preparar o casamento


    Leia tudo sobre: buquêvestidofloresnoiva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG