Cerimônias e festas de casamento em outras culturas

- Divulgação

Casamentos são ocasiões muito especiais no mundo inteiro, mas os modos de casar e comemorar são bem diferentes do outro lado do mundo:

Casamento japonês
Em um casamento budista, os noivos sentam-se em frente a uma mesa colocada no centro do altar, e seus pais e padrinhos ficam em mesas laterais. À frente dos noivos há a mesa do celebrante e o altar dominado pelo Gohonzon, o pergaminho consagrado objeto de devoção budista. No altar são colocadas frutas: é um sinal de agradecimento, explica Henrique Onuki, líder regional da Soka Gakkai Internacional, associação de praticantes do Budismo Nitiren Daishonin.
A aparência da cerimônia se ocidentalizou bastante: As noivas usam vestido branco e véu, todos se vestem como em qualquer outro casamento. Também se adotou a decoração com flores e música erudita ocidental para as entradas, conta Henrique. O celebrante faz um discurso de abertura e apresenta os sutras e mantras que serão recitados. As recitações e leituras são momentos de concentração e silêncio.

Segue-se a cerimônia do San-San-Kudo, uma tradição milenar japonesa cujo nome significa três-três-nove vezes. Três taças são levadas aos noivos, uma de cada vez. Cada taça é usada três vezes: a primeira taça é usada pela noiva, depois pelo noivo, e novamente por ela, vice-versa com a segunda taça, e assim por diante. Os noivos fazem menção de beber duas vezes, e, na terceira, tomam todo o conteúdo. Originalmente o brinde era feito com sakê, mas hoje pode ser com champanhe, diz Henrique. Ele explica que na cultura japonesa o número 3 significa boa sorte e o número 9 a aspiração à máxima boa sorte. A primeira taça simboliza gratidão, a segunda juramento, e a terceira o desejo de prosperidade. Em seguida, o brinde se repete, incluindo também os pais e padrinhos.

Os noivos trocam as alianças em silêncio, e os convidados os parabenizam batendo palmas. A cerimônia se encerra com palavras de felicitação do celebrante. Os discursos têm um papel importante no casamento japonês. Na recepção, os pais e padrinhos discursam desejando felicidades aos noivos, depois fazem agradecimentos. Durante todo esse tempo, a comida está na mesa e ninguém pode comer, brinca Henrique.

Casamento chinês
Diferente do costume que predomina por aqui, no casamento chinês a parte religiosa é um acontecimento inteiramente privado: o noivo vai até a casa da noiva, e lá eles rezam e agradecem a seus pais e antepassados, muito valorizados pela cultura chinesa.

Na recepção, que em geral acontece em um restaurante, a noiva entra vestida de branco. Também há troca de alianças, brinde, o corte do bolo, alguns elementos ocidentais que foram absorvidos, conta Willian Wang, do estúdio Beauty Art, que organiza casamentos chineses. Para receber os cumprimentos, ela veste o tipal, um vestido vermelho tradicional. Algumas noivas mais tradicionais usam só esse traje, e fazem o ritual antigo em que a noiva fica coberta por um pano vermelho, e é descoberta pelo noivo, e este ato representa o casamento. Mas isso hoje é muito raro, não acontece em nem um em dez casamentos que organizo. O vermelho predomina na decoração dos casamentos, por representar força e prosperidade. Um papel de destaque análogo ao do padrinho é atribuído à pessoa que apresentou o casal. Assim como os noivos, essa pessoa é identificada por uma fita, semelhante a uma condecoração, onde está escrito seu papel no casamento, como se fosse um crachá.

Willian conta que a parte da celebração a que os chineses dão mais importância é o banquete, e é nisso que mais se investe: É essencial servir bem os convidados, oferecer comida boa. Na mesa de casamento não se economiza, se serve o que há de melhor. O farto jantar do casamento chinês pode ter até 12 pratos, com variedade de entradas, sopas, sobremesas e pratos quentes, que muitas vezes incluem iguarias finas e caras como lagosta ou barbatana de tubarão.

Na tradição chinesa os convidados não dão presentes, mas sim dinheiro, oferecido em envelopes vermelhos. Na entrada da recepção há um livro de assinaturas, onde constam também os valores dados, por isso os convidados ficam sem graça de deixar pouco, diverte-se Willian. Às vezes o casal recebe mais do que o custo de toda a festa.

Casamento indiano
Tradicionalmente, o casamento hindu pode durar até cinco dias, e inclui cerimônias pré- e pós-casamento. Existem diversos rituais de boas-vindas entre as famílias e de pedidos de proteção divina, que variam entre as regiões da Índia. Nos dias atuais, como é de se imaginar, raramente todos são seguidos.

Antes do casamento, os noivos trocam colares de flores, mostrando que de fato querem se casar. É uma ocasião divertida, em que a noiva joga pétalas de flores contra o noivo, enquanto seus familiares o defendem e sua futura sogra finge avaliar se o noivo é forte o suficiente para proteger sua filha.

A cerimônia de casamento em si começa com a recepção do noivo e sua família pela família da noiva. A mãe da noiva marca a testa do noivo com um pó vermelho, que a religião hindu também associa à boa-sorte matrimonial. Noiva e noivo são levados a uma tenda ou pavilhão, onde acontece o casamento. O pai da noiva a entrega ao noivo, dando as mãos dela a ele, significando seu consentimento. As mãos da noiva são amarradas às do noivo, e as pontas de suas roupas também são amarradas, simbolizando os laços matrimoniais. O casal dá sete voltar em torno de uma fogueira acesa no centro do local da cerimônia, enquanto fazem o juramento de amar e cuidar um do outro. Quando as voltas se completam, eles estão casados. 

Seguem-se brincadeiras tradicionais, como o seqüestro de um dos sapatos do noivo pela irmã mais nova da noiva, que não o deixará partir com ela se ele não pagar um resgate. Após a cerimônia, a noiva se despede de sua família, recebendo bênçãos e presentes, e segue com o noivo para a casa da família dele. Chegando lá, a sogra a recebe com um ritual de boas-vindas, a noiva molha os pés em uma pasta vermelha e chuta um pote de arroz e moedas, símbolos de fertilidade e prosperidade. As duas famílias se reúnem novamente para as comemorações pós-casamento na casa do noivo.

Anote:
Beauty Art
(11) 3207-9038

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.