Conheça as catedrais que receberam casamentos de príncipes e princesas

Na semana passada, o príncipe William, segundo na linha de sucessão da coroa britânica, anunciou que vai se casar. O filho de Lady Di se casa no dia 29 de abril, na Abadia de Westminster. Seus pais, o Príncipe Charles e Diana Spencer, preferiram a catedral londrina de St Paul. As imagens da ampla catedral, erguida entre 1675 e 1710, rodaram o mundo, transmitidas via satélite para cerca de 1 bilhão de pessoas. Apesar de ter passado por uma ampla restauração, há alguns anos, a igreja mudou pouco. O teto repleto de mosaicos ainda impressiona os visitantes, que também podem subir ao domo. Dali é possível observar os detalhes arquitetônicos de toda a parte interna, além de ter uma incrível vista da cidade. Quer uma amostra? Faça o tour em 360 graus no site da Catedral . Ou veja a galeria de fotos abaixo, com esta e outras igrejas que foram cenários de casamentos reais.

Além de Londres, outras cidades oferecem opções “reais”. Como a Catedral Saint Nicolas, em Mônaco, onde o príncipe Rainer III desposou a hollywoodiana de estonteante beleza Grace Kelly, em 1956.

Inaugurada em 1903, substituiu a antiga catedral, transformada em abadia em meados do século 19. A Saint Nicolas de hoje tem estilo franco-romano, influência bizantina, mosaicos venezianos e janelas de vitrais coloridos, com figuras dos Antigo e Novo Testamento. Para mais informações, entre no site de Mônaco e coloque "cathedral" na busca.

Caso prefira se inspirar em algo atual, a escolhida pode ser a Catedral Storkyrkan (ou São Nicolau), em Estocolmo, na Suécia. Localizada no meio da Gamla Stan, a Cidade Velha, a igreja de 400 anos foi a eleita da princesa Victoria da Suécia para se casar com seu personal trainer Daniel Westling, em junho deste ano. Para conhecer a catedral por dentro, mais um tour em 360 graus .

Pedido romântico foi feito em pousada no Quênia

Apesar de o anúncio do casamento ter sido feito semana passada, o príncipe William pediu a mão de Kate há cerca de um mês, em uma pousada no Quênia . Criada e administrada por integrantes da tribo maasai, a Il Ngwesi figura nos mais conceituados guias de viagem. As cabanas, com banheiro e outras instalações, foram construídas com materiais da região. Boa parte dos passeios - como trilhas pelas savanas e observação de animais - e as refeições estão incluídos na diária de US$ 340 por pessoa. Algumas cabanas têm como opção dormir sob as estrelas - nesse caso, sua cama é transferida para a varanda. Dizem que é assim que o príncipe gosta de passar suas noites ali.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.