É natural que a aproximação do casamento transforme a mais doce das garotas em um ser cheio de exigências – mas tudo tem limite

Os limites da exigência: mãe e noivo são os primeiros a perceber quando o cuidado vira neurose
Getty Images
Os limites da exigência: mãe e noivo são os primeiros a perceber quando o cuidado vira neurose

Ela quer saber o sabor exato dos docinhos, do bolo e da carne do jantar. Ela precisa ter certeza sobre todas as músicas que serão tocadas pelo DJ e faz questão absoluta que as toalhas e guardanapos sejam pérola, não creme. Toda noiva fica mais ciosa dos detalhes enquanto organiza seu casamento. Mas quando esse zelo extremo passa a ser um problema?

“O limite entre ser exigente e virar uma noiva problemática é a neurose”, acredita Flávia Gurgel, organizadora de eventos que gerencia casamentos em São Paulo. Para ela, quase todas as noivas têm uma certa dose (inofensiva) de loucura, já que o casamento é um dos dias mais importantes de suas vidas. Mas algumas perdem a razão.

Leia também
11 dicas para não surtar até o casamento
Conheça as "bruxas madrinhas"

“Uma noiva ficou completamente neurótica a respeito das bebidas que seriam servidas na festa. O buffet contratado era excelente e renomado, mas ela cismou que eles iriam trocar o uísque caro por outro de pior qualidade e fez todo mundo ficar a postos para checar isso. Que, óbvio, nunca aconteceu”, conta Flávia.

Histórias semelhantes não faltam. Ela se lembra da noiva que ia ao banheiro a cada meia hora – não por vontade própria, mas para checar se estava limpo. E da noiva que, após marcar o casamento com dois anos de antecedência, na segunda reunião com a organizadora já queria todos os fornecedores definidos – embora nenhum tivesse aberto as agendas para tanto tempo à frente.

“Uma noiva ficou enlouquecida com as roupas que as madrinhas usariam no altar. Ela azucrinou tanto para saber as cores e modelos que as pessoas do lado do noivo ficaram iradas – e acabaram todas usando quase a mesma cor: verde, apenas em tons diferentes”, conta Flávia. “É isso o que acontece com uma noiva exagerada: ela acaba criando um clima ruim à sua volta”.

Cecília Hogata, 35 anos, dentista paulistana que hoje vive em Londres, se arrepende de ter transformado seu casamento, ocorrido há sete meses, em um evento “sisudo”. “Tínhamos uma turma grande e muito bagunceira. Sempre que nos encontrávamos, todos ficavam brincando sobre ir ao casamento vestindo fantasias, subir no palco e fazer discurso constrangedor, só loucuras”. Cecília levava a sério e começou a rebater cada “gracinha”, a ponto da turma se sentir reprimida.

Resultado: quase metade dos amigos não foi ao casamento. Cecília se arrependeu de ter inventado tantas regras e ignorado os sentimentos dos amigos. “No dia eu estava tão nervosa para tudo sair como manda o figurino que até gritei com minha melhor amiga, ao saber que ela ia se atrasar porque tinha ido a um enterro naquela tarde!”.

Autoconhecimento

Segundo a psicóloga Elizabeth Cunha, especializada em casais, o noivo, a mãe e a melhor amiga da noiva são as pessoas mais capazes de perceber quando os limites são ultrapassados. “Quem conhece melhor aquela mulher deve estar atento para perceber sintomas de estresse excessivo e até de perda de valores. O limite é quando a noiva deixa de lado sua educação, o bom humor e as pessoas que ama para se preocupar apenas com coisas, objetos”.

Mas o autoconhecimento ainda é o mais importante nesta hora. “A garota que vai casar deve estar ciente da realidade e tentar se manter o mais tranquila possível. Até porque só assim ela vai tirar o melhor deste momento tão especial”, diz Elizabeth.

A psicóloga recomenda três passos para não virar uma noiva neurótica. “Primeiro, não descontar frustrações no noivo ou pressupor que ele não se importa. Os homens em geral têm uma visão diferente sobre os detalhes. Segundo, delegar tarefas. Terceiro, determinar um horário para cuidar do casamento. Isso diminui o risco de ter a vida toda voltada somente para isso e ficar obsessiva”, conclui.

Faça o teste:
que tipo de festa de casamento mais combina com você?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.