Como fazer cabelos superplatinados, belos e saudáveis?

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508731983&_c_=MiGComponente_C

E chegamos no tempo em que aquele cabelo platinado, quase branco, que há muitos anos foi mania entre nove em cada dez mulheres em Hollywood, devido ao sucesso de Marilyn Monroe e suas madeixas descoloridas, volta à moda!

Mas como fazer cabelos super platinados, belos e saudáveis? O cabeleireiro brasileiro Átila Rithieri, radicado na Europa, dá a dica.

Naquela época, ser platinum blonde exigia muito dos cabelos (e da cabeça mesmo) das mulheres. O que não é o caso hoje em dia. Para a sorte das moçoilas, atualmente os avanços tecnológicos nas indústrias da beleza nos permite deixar os cabelos super platinados sem danificá-los tanto como na época das musas pin-up.

Uma curiosidade: você sabia que Marilyn Monroe era ruiva natural e chegava a ter feridas no couro cabeludo por causa das descolorações?

Antes de tudo, cabelo platinado é coisa pra se fazer em um salão profissional. Em casa o máximo que você conseguiria seria um cabelo amarelado, elástico e todo quebradiço. Em um salão o profissional tem em mãos todas as ferramentas para transformar seu cabelo e deixá-lo saudável.

A primeira coisa a se verificar é se suas madeixas são virgens ou coloridas, afinal, um cabelo virgem reage muito melhor à descoloração do que um cabelo colorido previamente. Principalmente se o cabelo tiver sido colorido com tons avermelhados ou pretos. Se esse é seu caso, vai ser bem difícil que você consiga um cabelo platinado logo na primeira visita ao cabeleireiro, pois dependendo do caso algumas decapagens prévias deverão ser feitas.

Se o seu cabelo for virgem ou já passou pelas decapagens aí é fácil! No caso de cabelos claros somente uma descoloração e uma tonalização são necessárias para atingir o tom platinado. Mas no caso de seu cabelo ser escuro, poderá ser necessário fazer até duas descolorações e em seguida a tonalização.

A descoloração funcionará tirando os pigmentos de cor de seus cabelos, através da oxidação gerada pelo pó descolorante unido a água oxigenada. Quanto maior o volume da água oxigenada, maior será o poder clareador. Porém há de se verificar a sua reação com os produtos de descoloração. É normal sentir alguma ardência no couro cabeludo durante a descoloração, mas ardência demasiada e dor não são normais, podendo até mesmo ferir e trazer uma reação alérgica grave. Na Europa, por exemplo, é proibido o uso de pó descolorante com água oxigenada de 40 volumes aplicada diretamente sobre o couro cabeludo.

Se o seu cabelo já passou pela descoloração prévia e atingiu um tom de base 10, você está perto de ter seus cabelos platinados. Agora depende do seu próprio gosto, se quer um cabelo claro por inteiro ou se quer ele platinado, porém mais natural. Se você quer um único tom é só escolher o tonalizante, que deve puxar para os tons cinzentos e/ou azulados, para que a cor amarelada característica da descoloração, seja eliminada e a aparência de cabelo branco surja em suas madeixas. Mas se você prefere que seus cabelos fiquem com mais de um tom, apele para as mechas, utilizando os tons de loiro desejado.

Após o trabalho técnico é imprescindível que seja feito um trabalho de restauração dos fios. Hoje em dia existem produtos com queratina pura que restauram na hora os fios, deixando-os naturalmente macios como se nem ao menos tivesse passado por toda essa agressão. Você pode ainda optar pela cauterização dos fios ou uma forte hidratação. Seja qual for a sua escolha, não deixe de passar por um tratamento de restauração.

Mas antes de enfrentar tudo isso, converse com o seu cabeleireiro. Tente mostrar a ele através de fotos e amostras de cor, qual o seu desejo. Uma boa conversa prévia aumenta em 99% as chances de sucesso do trabalho! Boa sorte e platinem-se!

Leia mais sobre: cabelo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.