Em meio a tantas dúvidas e tantas decisões a serem tomadas, essa é uma das primeiras respostas que os noivos devem responder

- Reprodução

Assim como não existe noivo perfeito, casamento e perfeição também não são sinônimos, o segredo é planejar e ter jogo de cintura, com ou sem a ajuda de uma assessoria.


Planejando sozinha
Organizar o próprio casamento é um desafio e tanto. São muitos os detalhes e nem todas as noivas dispõe de tempo para conciliar a rotina do dia-a-dia com os preparativos para a realização do grande sonho. Mas muitas fazem questão de idealizar todos os detalhes da festa.
Na maioria das vezes, a mulher que decide planejar sozinha conta com uma ajuda extra da mãe, das tias, das primas e das amigas. Claro que nem tudo são pétalas, mas para quem está disposta, vale a pena o esforço.


Se esse é o seu caso, o mais importante é conversar com outras pessoas que fizeram o mesmo, para saber quais os acertos e os possíveis erros, e em quais fornecedores você pode confiar.
Mesmo com todos os cuidados, é preciso estar preparada para os imprevistos. A bacharel em Turismo, Karla Cristina de Oliveira Martins Veiga, 26 anos, fez o casamento dos sonhos dela. Foi lindo, perto do mar como eu sempre quis. Mas nem por isso escapei de alguns episódios engraçados.


Um deles foi quanto à decoração da igreja escolhida. Apenas três semanas antes da cerimônia, Karla descobriu que haveria outra noiva na mesma data. Até aí nenhum problema. No entanto, quando procurou a segunda noiva para definirem juntas a decoração, já que uma se casaria na seqüência da outra, teve uma surpresa. A menina não queria a mesma decoração, mas também não queria que eu retirasse os arranjos após o meu casamento. E muito menos queria dividir o custo da decoração comigo, conta.


Outra situação estressante para Karla foi o esquecimento de uma cesta comprada especialmente para que a sobrinha jogasse pétalas pela igreja no fim da cerimônia. Para resolver a situação, uma das convidadas saiu correndo, de salto alto, pelas ruas de paralelepípedo de Ubatuba, atrás de outra cesta. No fim, o casamento foi realizado com direito a decoração exclusiva e pétalas de flores ao final da cerimônia.


Você fica nervosa por causa da ansiedade do momento, mas eu acho que vale muito a pena cuidar de cada detalhe. Eu fiz tudo: da arte do convite (com a ajuda de uma amiga) até o desenho do bolo, conclui.
O casamento da jornalista Andrea Antonacci, 36, também rendeu uma boa história com final feliz. Andrea contou com a ajuda de um amigo habilidoso, que sugeriu um arranjo diferente para as mesas dos convidados. A noiva, que morava em Amparo, viajou com o amigo até São Paulo, para comprar o ingrediente especial da decoração: cem repolhos.


No dia do casamento, eis que os verdinhos não chegaram no horário combinado. Desespero! Liguei para minha prima e pedi para ela me ajudar. Depois de procurar em todas as quitandas da cidade, ela conseguiu juntar repolhos suficientes. E quando Andrea menos esperava, eis que chegam os repolhos vindos da capital. Pensei, e agora, o que eu faço com duzentos repolhos? Liguei de novo para minha prima, e disse para cancelar os outros repolhos. No fim deu tudo certo, os repolhos enfeitaram as mesas dos convidados e o casamento foi lindo.

Arquivo pessoal




Com ajuda profissional
A assessoria de casamentos não é uma novidade. A maioria dos noivos ainda acredita que este tipo de consultoria limita o poder de decisão dos noivos. Mas muitos abrem mão da ajuda profissional pela questão financeira.


Em tese, a decisão final sobre os fornecedores e detalhes continua sendo dos pombinhos. Indicamos pelo menos 3 fornecedores de cada segmento dentro do orçamento da noiva, para que ela escolha aquele que mais lhe agrada, explica Renata Pinheiro, da Santo Glamour - Assessoria em Eventos Especiais.


Quanto à questão financeira, segundo a assessoria, o mercado já oferece alternativas para quase todos os bolsos. O serviço é acessível a toda noiva, pois a remuneração é proporcional à festa que será realizada, explica Renata Pinheiro.
Segundo ela, o casamento pode sair até mais em conta com a ajuda de uma profissional. Conseguimos descontos, vantagens e negociações que a noiva não conseguiria sozinha.


A tranqüilidade com relação aos fornecedores também pode ser uma vantagem ao contratar uma assessoria. Uma noiva que começa a organizar o casamento sozinha irá perder muito tempo procurando e tentando selecionar profissionais no mercado, e nem sempre encontrará o fornecedor que lhe oferecerá o melhor custo-benefício.


Se aventurar com empresas desconhecidas realmente pode ser arriscado. A assessora de imprensa, Fabiana Rosado, 31, escolheu o buffet pela internet, levando em conta somente o valor do serviço. Um mês e meio antes do casamento, a empresa faliu e Fabiana teve de desembolsar mais R$ 10 mil para contratar um novo buffet. Agora experiente, ela alerta para que toda noiva desconfie de empresas que têm um preço muito abaixo do mercado. Sabe aquele papo de - estamos com uma promoção só esta semana - é furada. Eu dei azar, mas acho que ainda vale a pena organizar sozinha, conclui.


Independente da opção dos noivos, eles devem estar preparados para imprevistos. Eles acontecem quando se conta com ajuda de uma assessoria ou quando a organização está a cargo da noiva. A grande dica é relaxar, aproveitar o dia do seu casamento e tentar olhar para os bons momentos que, com certeza, serão os que ficarão gravados na memória dos noivos e de seus convidados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.