Vestido vermelho, "pacto de sangue" e prova de virgindade: há diferentes ritos para celebrar o matrimônio entre ciganos, com costumes típicos em cada grupo

Bronzeamento artificial, vestidos com cristais e tecidos caros e festas extravagantes para muitos convidados. “Meu Grande Casamento Cigano”, novo programa do canal por assinatura TLC (sábados, 21h00), mostra cenas de casamentos luxuosos e atuais. Mas a história das tradições dos clãs é um pouco diferente.

Divulgação
"Meu Grande Casamento Cigano": tradições e extravagância no programa de televisão

De acordo com Nicolas Ramanush, presidente da Embaixada Cigana do Brasil Phralipen Romani, não é possível falar em um só casamento cigano típico. Cada grupo cultiva crenças e hábitos particulares e o casamento reflete as múltiplas facetas desta rica cultura.

Rodrigo Valenzuela, da Família Valenzuela, representante da cultura cigana em São Paulo, também explica que cada grupo tem uma tradição. “Principalmente porque eles adotam um pouco dos costumes locais da região em que estão”, conta. Com a miscigenação, alguns costumes mais tradicionais foram se adequando à cultura brasileira. Mas há casamentos que ainda resgatam a tradição cigana.

Jovanka e Rodrigo no casamento...
Arquivo pessoal
Jovanka e Rodrigo no casamento...
... e na festa: tradições variadas
Arquivo pessoal
... e na festa: tradições variadas
“No Brasil, o grupo de ciganos predominante é representado pelos Calon, seguido pelos clãs Rom e Sinte”, afirma Nicolas. Entre os Calon, é tradição o casamento arranjado pelos pais dos jovens. “Já no clã ao qual eu pertenço, Sinte, temos a seguinte tradição: ‘sequestrar a garota’ e depois retornar para a aceitação e bênçãos dos familiares”, conta.

União entre famílias

Como o casamento Calon é planejado pelos pais do casal, é comum que os futuros noivos não se conheçam. “Desde jovens, as noivas são prometidas a seus futuros maridos”, afirma Jovanka Valenzuela, mulher de Rodrigo. O casamento é a representação oficial da união entre as famílias.

A cerimônia e a festa de casamento ciganas também são um pouco diferentes das brasileiras. Para os Calon, as festas duram três dias.

No primeiro dia, a noiva é apresentada aos familiares dos noivos, com um almoço ou jantar. No dia seguinte, ocorre a cerimônia de casamento, na religião à escolha dos noivos. “A festa começa no terceiro dia e pode durar até uma semana”, acrescenta Jovanka.

Leia também
Casamento à americana: pizza e rock'n'roll

Vestido vermelho

Como ainda acontece em países como a Índia, segundo Nicolas Ramanush, é tradição a noiva vestir-se de vermelho. “A cor vermelha no vestido simboliza a paixão, o amor e a energia que a vida de casada irá demandar. Alguns clãs, aqui no Brasil e no mundo, ainda praticam esse ritual”, completa Nicolas.

Casamento cigano na Romênia: mulheres da família preparam a noiva
Tanya Kotova
Casamento cigano na Romênia: mulheres da família preparam a noiva
Por uma influência do ritual religioso católico, outros grupos, como os Calon, adotaram os trajes na tradicional cor branca.

Outro costume antigo é exibir aos demais membros da comunidade, após a noite de núpcias, a prova da virgindade. “A noiva deita-se sob a camisa branca do noivo, que pela manhã exibe a mesma manchada de sangue”, relata Nicolas.

Os descendentes Calon também cultivam a tradição do corte no punho dos noivos. “É feito um corte no pulso esquerdo de cada um dos noivos, que juntarão os braços, simbolizando a união”, descreve Jovanka Valenzuela.


Leia também
Casamento à francesa
Casamento à indiana

Serviço
Meu Grande Casamento Cigano
No canal por assinatura TLC (Travel & Living Channel), às segundas-feiras, 21h00.
GVT: canal 78 (HD)
SKY: canal 235 (HD)
TVA: canal 392
NET: canal 552 (HD)
Via Embratel: canal 607 (HD)
Telefônica TV Digital: canal 837 (HD)
TVN: canal 458 (HD)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.