Chá de cozinha é para presentes baratos

Determinar o que cada convidado deve levar é considerado falta de elegância, de acordo com consultores

Camila de Lira, iG São Paulo |

Getty Images
"Pedir o que você quer no convite do chá fica parecendo que o convidado precisa pagar um ingresso para entrar na festa”, diz a consultora de etiqueta Cintia Castaldi
Há muito tempo, uma menina resolveu se casar com um garoto, mas sua família não aprovava a união e não deu ao casal nenhum dote ou presente que lhe garantiria a vida futura. Comovida pelo amor dos dois, a população do vilarejo onde moravam resolveu se juntar para dar tudo o que eles precisavam para a nova casa. Assim, de acordo com o consultor de etiqueta e autor do livro “Faça a Festa e Saiba o Porquê” (Editora Senac), Fábio Arruda, surgiu o chá de cozinha - que também é conhecido como chá de panela. “O chá de cozinha é uma brincadeira, um complemento ao casamento. Surgiu com o objetivo de montar uma casa inteira, mas não é mais assim. Os presentes devem ser coisas simples”, diz Fábio.

A consultora de etiqueta Sofia Rossi concorda e ainda completa que o evento é uma boa oportunidade das pessoas saberem como estão os preparativos do casamento. “As pessoas vão para se divertir e encontrar os noivos. É uma reunião pré-casamento”, afirma. Normalmente uma amiga da noiva ou uma das madrinhas do casamento organiza o evento e apenas mulheres são convidadas, mas hoje em dia é cada vez mais comum a presença masculina. Neste caso, a festa também pode ganhar o nome de chá bar.

Leia também:
- É hora do chá
- Casamento e crianças: uma combinação polêmica

Gafe e falta de elegância
No meio deste clima de descontração, porém, existem algumas gafes e deselegâncias. A primeira delas, segundo os consultores, é com relação à lista de presentes. A consultora de etiqueta Cintia Castaldi diz que a lista do chá deve ser mais simples do que a do casamento. “É importante que a lista do chá de cozinha não conflite com a do casamento”, afirma.

Aline Neves, criadora da comunidade “Manual para seu chá de panela” em um site de relacionamento, comenta que os noivos devem colocar itens necessários para o cotidiano na cozinha. “O ideal é colocar coisas baratinhas, assim cada convidado pode escolher mais de um, se puder e quiser”, diz Aline. Ou seja, facas, copos, pão-duro, colher de pau e pano de prato são itens que podem fazer parte da lista. “Eletrodomésticos, por exemplo, eu colocaria apenas na lista de casamento”, opina Sofia.

Aline conta que seu chá de cozinha não foi tão bom quanto poderia ter sido. “Deixei de chamar muita gente e minha lista não ficou legal por falta de informação. Deixei de ganhar coisas úteis”, lamenta Aline. Por causa do ocorrido, ela passou a ajudar outras noivas com as listas de presente e de brincadeiras que podem ser feitas durante a festa.

Indicações no convite
Algumas noivas optam por indicar no convite aquilo que cada convidado deve levar. Apesar de ser bastante prático, como aponta Cintia, não é nada elegante fazer isso. “O convidado tem que investir em roupa, sapato, maquiagem, presente de casamento. Pedir o que você quer no convite do chá fica parecendo que é um ingresso”, diz.

“Não é aconselhado indicar ao convidado exatamente o que se quer ganhar. Você nunca sabe a condição financeira da pessoa. Cada um dá de presente aquilo que pode”, completa Sofia. Ela diz que o ato é uma coisa constrangedora, já que pode parecer que o casal quer o convidado ali apenas pelo presente, e não pela presença. “O convite não pode ser uma intimação”, comenta Fábio Arruda.

A professora Singrid Vieira, que casou há poucos meses, afirma que tentou ser democrática com os presentes da sua lista. “Fiz meu chá de cozinha no mês do meu casamento e não queria exigir muito dos convidados”, conta. Ela sabia que os amigos e familiares já iriam desembolsar com o presente do casamento e não quis que mais uma conta pesasse no orçamento deles.

Lista em lojas
Apesar de muitos considerarem prático para a noiva e para os convidados, colocar uma lista em alguma loja específica, assim como já é feito com a lista de casamento, não é unanimidade entre os consultores de etiqueta. Cintia Castaldi aponta que ninguém é obrigado a comprar os itens do chá de cozinha em lojas escolhidas pelas noivas. “Quem quer coisa de uma marca mais específica, que invista em montar a casa e não em fazer uma festa”, opina a consultora. Singrid optou por não colocar lista em nenhuma loja por questões de custo, já que considerou os preços salgados demais para seus convidados.

Se a noiva resolveu colocar uma lista de presente para o chá de cozinha em alguma loja, Aline pondera que se o convidado escolher algo diferente, corre o risco de dar algo que o casal já tenha. Já na opinião de Fábio Arruda, toda essa preocupação sobre presentes deve ser dos convidados e não dos noivos. “Se a noiva ganhar duas coisas iguais, vai lá e troca, como sempre foi”, diz o consultor.

Baixe e imprima uma lista de presentes para chá de cozinha

    Leia tudo sobre: chá de panelachá de cozinhapresente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG