A astrologia pode ajudar a encontrar a melhor data para o casamento. Saiba quais configurações evitar

Céus favoráveis, noivos felizes: estudo dos planetas ajuda a definir a data do casamento
Getty Images
Céus favoráveis, noivos felizes: estudo dos planetas ajuda a definir a data do casamento
Organizar um casamento não é fácil e, durante os meses de planejamento, os noivos passarão por momentos cheios de dúvidas: será que as pessoas vão receber os convites? Será que nada vai atrasar? Será que tudo vai dar certo? Para respondê-las, os casais podem contar com uma ajudinha dos céus – literalmente.

A astróloga Divani Terçarolli explica que existem momentos em que o céu é mais propício a fazer com que as coisas dêem certo. Ou errado. Um estudo astrológico pode determinar, portanto, qual o melhor momento para mandar os convites ou para *não* se marcar uma festa, por exemplo. Por isso, antes de marcar a data, analise o que lhe dizem os céus do dia desejado. “Mas o que é fundamental para o casamento é que o céu esteja bom para ambos os noivos”, ressalta a astróloga e colunista do Delas Monica Horta . Mesmo assim, não custa evitar...

Mercúrio retrógrado

As astrólogas dizem que Mercúrio é um planeta que rege a comunicação e as documentações. Por isso, as fases de Mercúrio retrógrado podem ser momentos ruins para mandar os convites ou para acertar os documentos necessários para o casamento. “Podem acontecer atrasos, ou os convites não serem entregues em tempo hábil”, exemplifica Divani.

“Existe um dito entre astrólogos sobre Mercúrio retrógado: ‘tudo o que não for perfeito, terá que ser refeito’”, explica Monica. Dessa forma, preste mais atenção tanto na organização quanto no casamento em si.

Em 2011, o planeta estará retrógrado – ou seja, andando “ao contrário” no mapa – entre 30 de março e 22 de abril; 3 e 25 de agosto e de 24 de novembro a 13 de dezembro. Outro planeta retrógrado que os casais devem evitar é Vênus, mas isso não acontecerá neste ano.

Eclipses

Épocas de eclipse, seja lunar ou solar, são tensas para os astrólogos. Divani Terçarolli explica que o eclipse é uma “ausência de luz” no mapa. “A luz tem analogia com alegria e espiritualidade. O eclipse tem a ver com algo que nasce fadado a não ter sucesso”, diz.

Por outro lado, como símbolo de mudança, um eclipse pode ser bem-vindo. “Eclipse indica algo forte, que mudará a sua vida. Por isso, dependendo do mapa do casal, pode até fazer bem se casar durante eclipses”, contrapõe Monica.

Durante 2011 acontecerão cinco eclipses. Dois deles serão totais (ou seja, mais radicais). Em 1º de junho e de julho e em 25 de novembro, teremos eclipses solares. Em 15 de junho e 10 de dezembro, acontecerão eclipses lunares totais.

Lua fora de curso

Na transição do sol de um signo para outro, a lua tende a ficar “solta” no céu, sem conexão com nenhum planeta ou signo. Essa é a chamada lua fora de curso. Monica explica que, quando o fenômeno ocorre, tudo que está relacionado à organização pode não dar muito certo.

Marcar eventos na lua fora de curso pode ser arriscado. “Quando você marca algo com a lua fora do curso, a coisa simplesmente não acontece. Não é culpa sua ou de ninguém, são acontecimentos extraordinários”, diz Monica.

E há mais uma interpretação para a simbologia lunar. “A lua tem a ver com felicidade”, diz a colunista. Ou seja, se você quer que algo se fortifique e cresça, é melhor fazê-lo quando a lua também está crescendo – entre as fases nova e crescente ou cheia.

Veja aqui quando a lua estará fora de curso em 2011

Já marquei em uma dessas datas. E agora?

Se você já marcou seu casamento em alguma época considerada pouco propícia, não se preocupe. As astrólogas afirmam que o mapa conjunto do casal influencia bastante na análise do céu durante o casamento. Monica Horta explica que, se não for analisado com o mapa do casal, até mesmo um céu considerado astrologicamente bom pode não significar muita coisa.

“Quando a pessoa toma iniciativa de comemorar um casamento, significa que teve todo um relacionamento antes. E este relacionamento já surgiu por aspectos atraentes do mapa de cada um dos dois”, afirma Divani Terçarolli. “Se for para dar certo, o casal escolherá a data boa naturalmente. Se não for, não tem astrologia que ajude”, finaliza Monica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.