Sarah e Leonardo escolheram se casar na presença de apenas uma amiga, nos jardins do Palácio Real de Madri

Para muitos casais, fazer a lista de convidados do casamento é motivo para ansiedade e nervosismo. Não foi assim para os cariocas Sarah e Leonardo Galvão. Quando decidiram se casar, optaram por uma cerimônia bem íntima, e a lista de convidados tinha apenas um nome. Você não leu errado. Sarah e Leonardo se casaram na presença de apenas uma amiga, que acumulou também a função de fotógrafa.


“Queríamos algo bem nosso, um momento íntimo em um lugar lindo”, conta Sarah. O cenário escolhido foi os Jardins de Sabatini, que ficam ao lado do Palácio Real de Madri. A ideia de casar no exterior surgiu por um motivo prático: Leonardo é brasileiro, mas tinha também cidadania espanhola, e estava nos planos do casal morar na Espanha. Com a esperança de diminuir a burocracia de imigração no futuro, decidiram fazer a cerimônia em Madri.

O vestido e o terno foram comprados no Brasil, o arranjo de cabeça e os sapatos da noiva, em Madri. O buquê, de tulipas cor-de-rosa, foi encomendado em uma floricultura no bairro de Salamanca. O cabelo foi penteado por um cabeleireiro indicado por uma amiga, e a maquiagem foi feita em um estande da marca MAC, na loja de departamentos El Corte Inglès. “A maquiagem foi de graça, mas para não ser tão cara-de-pau eu comprei todos os produtos que a maquiadora usou”, diverte-se Sarah.

Sarah e Leo queriam um casamento bem íntimo, em um lugar lindo
Talía Burlamaqui de Prada
Sarah e Leo queriam um casamento bem íntimo, em um lugar lindo

Nada de “dia da noiva” para ela. “Foi um dia bem tranquilo. Fui buscar o buquê, depois fui ao cabeleireiro, fiz a maquiagem e voltei ao hotel com minha amiga. Só encontrei o Leo na hora do casamento”, relembra Sarah. A cerimônia foi uma troca de votos e de alianças, sem celebrante, apenas os dois e a amiga-fotógrafa. “Todo mundo olhava para a gente, e teve até uma parte cômica: quando o Leo abriu a caixinha da aliança, ela caiu no chão!”

Por questões burocráticas, o casamento só foi registrado na volta do casal para o Brasil, no consulado espanhol do Rio de Janeiro. “No fim das contas o casamento em Madri foi simbólico, mas foi quando nos sentimos casados de verdade e é a data que comemoramos todos os anos”, conta Sarah.

Para não deixar os amigos e a família de fora de um momento tão especial, Sarah e Leonardo decidiram fazer um segundo casamento no Rio de Janeiro. “Também foi uma cerimônia pequena, reunimos 90 convidados em um restaurante bem retrô e romântico, o Miam Miam, que frequentamos bastante durante nosso namoro”. O terno e o vestido eram os mesmos do casamento de Madrid, e como os dois já se sentiam casados, não trocaram alianças novamente.

Depois do casamento, Sarah e Leonardo viveram em São Paulo, Buenos Aires, e hoje, quatro anos depois, moram em Barcelona, como planejaram desde o princípio. “Estamos sempre muito grudados um no outro, desde que começamos a ficar juntos sempre moramos em lugares onde somos ‘estrangeiros’ e isso nos uniu muito, como marido e mulher e também como amigos, confidentes, sempre dando apoio um para o outro. Estamos amando Barcelona, mas vamos para aonde a vida nos levar. Seja para outro lugar da Europa, EUA ou voltar para o Brasil, uma coisa já sabemos: o mundo é grande e queremos viver um pouquinho de cada coisa”, encerra Sarah.

Leia também
53 ideias para um casamento íntimo
Teste: qual seu tipo de casamento ideal?
50 alianças de casamento: escolha a sua!

>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @Noivas no Twitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.