Casamentos reais, casamentos-relâmpago: não faltaram cerimônias marcantes em 2011. Veja o que elas ensinam às noivas

Em 2011 vimos de casamentos reais a casamentos-relâmpago, além da tendência cada vez mais forte de celebrações discretas e intimistas. O ano foi um tanto inspirador para quem planeja trocar alianças nos próximos meses. Relembre as cerimônias mais marcantes de 2011 e suas lições.

1. Catherine Middleton e Príncipe William
O mundo parou para ver Kate Middleton se transformar em princesa – embora ela tenha adotado o título de Duquesa de Cambridge. O casamento foi pontuado, naturalmente, pelas tradições da coroa britânica . Mas Kate fez as próprias escolhas em decoração, cerimônia, vestido e outros detalhes. “O casamento é muito mais feliz assim, quando os noivos personalizam e não sofrem tanto a interferência das famílias”, afirma a assessora de casamentos Daniela Macek. O que ensina: Mais do que seguir regras e padrões impostos pelos familiares, o casal deve encontrar um estilo único.

Kate e William dão o esperado beijo no balcão do palácio: tradições modernizadas ao gosto dos noivos
Getty Images
Kate e William dão o esperado beijo no balcão do palácio: tradições modernizadas ao gosto dos noivos


Nancy Shevell e Paul McCartney deixam o local do casamento
Getty Images
Nancy Shevell e Paul McCartney deixam o local do casamento
2. Paul McCartney e Nancy Shevell
Foi o quarto casamento do ex-beatle e, ao contrário do que muitos imaginam, Paul e Nancy se casaram apenas no civil, sem cerimônia religiosa. Casamentos menores e mais intimistas são uma tendência, mesmo que tenham festa. “Os noivos querem ficar mais perto dos seus familiares e amigos mais próximos”, destaca Juliana Marques, assessora de casamentos. O casal celebrou a união com uma pequena reunião, para aproximadamente 30 convidados. O que ensina: fazer um casamento para menos convidados também pode ser elegante.

3. Danielle Suzuki e Fábio Novaes
Outra opção para uma cerimônia menor e mais íntima é o casamento na praia. A atriz e apresentadora e o empresário foram para o Havaí oficializar a relação, mas não é preciso ir tão longe. Vale optar por um destino acessível aos familiares e amigos, para que todos possam estar presentes durante a cerimônia. “É uma confraternização mais duradoura, você pode curtir seus convidados por mais tempo”, destaca Constance Zahn. O que ensina: em vez de uma festa tradicional para 300 convidados, que tal um casamento-viagem para os 20 mais chegados?

Leia também: não erre no look de casamento na praia

4. Príncipe Albert e Charlene Wittstock
O casamento real de Mônaco também atraiu os olhares de espectadores ao redor do mundo. Discretos, os noivos celebraram a união civil um dia antes da cerimônia religiosa, e então preparam uma festa para cerca de 400 convidados, seguido de um baile. Charlene é 20 anos mais nova que Albert, mas isso não deve representar um obstáculo àqueles que pretendem se casar. “A diferença de idade não tem mais tanta importância nos dias de hoje”, reforça Daniela Macek. O que ensina: as diferenças de idade , às vezes ainda malvistas, não são um problema.

Charlotte e o noivo, príncipe Albert de Mônaco: 20 anos de diferença
Getty Images
Charlotte e o noivo, príncipe Albert de Mônaco: 20 anos de diferença

5. Kim Kardashian e Kris Humphries
O casamento-relâmpago do ano é um exemplo do que não deve ser feito pelos casais. A celebridade e o jogador de basquete exigiram que todos os convidados vestissem branco. “Não é adequado demandar a cor de roupa dos seus convidados”, aponta Juliana Marques. Esta é uma exigência válida apenas em ocasiões em que um padrão de trajes é necessário, como um casamento na praia. O que ensina: há um limite para as exigências feitas aos convidados.

Mateus Solano e Paula Braun se casaram em celebração não-religiosa
AgNews
Mateus Solano e Paula Braun se casaram em celebração não-religiosa
6. Mateus Solano e Paula Braun
O casal de atores optou por uma celebração não-religiosa. Esta é uma saída para noivos de religiões diferentes que não pretendem se converter, além de ser uma alternativa mais econômica. O que ensina: o importante é celebrar o amor e a união, independentemente das tradições religiosas.

7. Felipe Dylon e Aparecida Petrowky
Algumas exigências do casamento foram vistas como “informais demais” por organizadores de casamento e consultores. O cantor e a atriz adotaram o sistema de comandas, deixando as bebidas alcoólicas mais caras por conta de cada convidado. O casal afirmou não dispor de tantos recursos para bancar a festa. “Neste caso, seria melhor fazer uma festa para poucos convidados e não cobrar nada pelas bebidas”, pontua Daniela Macek. O que ensina: é melhor fazer uma boa festa para poucos do que uma festa enorme além do que se pode bancar.

8. Kate Moss e Jamie Hince
Inspirado no estilo cigano e vintage, o casamento de Kate e do músico Jamie chamou a atenção pelos detalhes excêntricos e charmosos da decoração. A modelo, de 37 anos, já é mãe e casou-se pela primeira vez. Mas nem por isso abriu mão de um vestido lindíssimo e uma festa com tudo a que tinha direito. “Existe um preconceito com a idade, mas o vestido depende mais do estilo da pessoa”, observa Constance Zahn, consultora de casamentos. O que ensina: não importa a idade, o casamento sempre pode ser uma festa dos sonhos.

Veja também: certo e errado nos casamentos de celebridades

Kate Moss chega à cerimônia com o pai e a filha
Reprodução/Vogue
Kate Moss chega à cerimônia com o pai e a filha

Carlos Tufvesson e André Piva: legitimando a união
AgNews
Carlos Tufvesson e André Piva: legitimando a união
9. Carlos Tufvesson e André Piva
Juntos há 16 anos, o estilista e o arquiteto oficializaram a união mesmo após o pedido de união civil ter sido negado pela justiça do Rio. “É um retrocesso negar esse pedido”, comenta Constance. O que ensina: outros casais que passam pelo mesmo dilema de Carlos e André podem entrar com o pedido na justiça, mas devem celebrar ainda assim a sua união.

10. Taís Araújo e Lázaro Ramos
Outro casal que optou pela união no civil, os atores oficializaram o relacionamento de maneira discreta, apenas com registro em cartório. É possível celebrar a ocasião com um almoço ou jantar para alguns convidados, logo em seguida. O que ensina: casamentos no cartório são uma boa alternativa para celebrar a união.

Leia também
Vai marcar a data em 2012? Veja vantagens e desvantagens de cada mês
Casar gastando pouco: noivas dão as dicas


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.