Longos rituais, crianças em trajes típicos e convidados fotogênicos: premiado fotógrafo norte-americano conta como são os casamentos indianos

A noiva indiana se veste sempre com cores fortes e de maneira bastante rica
Daniel Krieger
A noiva indiana se veste sempre com cores fortes e de maneira bastante rica
Antes mesmo de todos entrarem no local onde será o casamento escutam-se tambores de uma música alegre: é o noivo que está chegando. Vestido de branco, o noivo e sua família chegam dançando. Enquanto isso, a espera da noiva prova que a cerimônia indiana começa muito antes do que se imagina.

Considerado um dos 50 melhores fotógrafos da cidade de Nova York por revistas especializadas, Daniel Krieger já fotografou muitos casamentos indianos. “Amo fotografar casamentos indianos porque eles são mais coloridos e as cerimônias têm mais detalhes”, diz Daniel. Ele explica que normalmente o casamento indiano começa um dia antes, quando a mão da noiva é pintada com desenhos de henna.

“É o chamado Mendhi, quando a henna é aplicada nos pés e nas mãos da noiva e de alguma outra mulher da família”, conta. Daniel, que acompanha a noiva durante essa sessão, explica que os desenhos em henna são feitos um dia antes, para que tenha tempo de secar até a cerimônia (veja fotos na galeria) .

No outro dia, os convidados entram no local da cerimônia junto com o noivo. A noiva entra depois, vestida com um sári vermelho decorado com fios de ouro, e ambos rumam para uma estrutura de quatro pilares que fica no meio do local do casamento. “É como um coreto e representa uma casa para eles se casarem. O mais interessante sobre essa estrutura é que ela também existe em cerimônias judaicas, mas são chamadas de Chupah”, afirma Daniel.

“A cerimônia costuma ser mais longa que o comum de um casamento ‘ocidental’. Ultrapassa os 90 minutos”, lembra o fotógrafo. Em boa parte da cerimônia os noivos ficam sentados um de frente para o outro e mantêm contato visual o tempo inteiro.

Digam xis

Tão logo a cerimônia acaba, a noiva corre para trocar de roupa e o casal entra dançando uma música típica no salão. Quando a família se reúne a eles, na opinião de Daniel, a atmosfera atinge a alegria que um casamento tem que ter.

E não é à toa que o fotógrafo notou uma peculiaridade especial e sutil dos casamentos indianos. Segundo Daniel, todos esperam que se tirem muitas fotos. “Os convidados realmente gostam da chance de posar com o casal, por isso se passa uma boa quantidade de tempo apenas tirando essas fotos”, brinca.

Por causa do grande número de convidados, Daniel comenta que os casamentos indianos costumam ter mais crianças que os casamentos que costuma fotografar. “Quando elas estão vestidas de roupas tradicionais dão excelentes fotografias”, completa.

Leia também
>>> Guia do casamento: ideias, dicas e soluções para a noiva planejar o grande dia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.