Feira paulista Cheers Off reúne esses e outros lançamentos para quem vai subir ao altar

Não é mais o véu que faz a cabeça das noivas mais modernas e antenadas. O fascinator ganhou espaço depois do casamento real entre o príncipe Willian e Kate Middleton, adepta desse tipo de acessório. Hoje, as brasileiras estão aderindo à moda e levando a opção ao altar.

Graciella Starling estudou as técnicas da chapelaria em Londres, no ateliê de um dos mais famosos chapeleiros, Phillip Treacy. Agora faz acessórios sob medida para noivas. “Elas ainda ficam muito presas ao horário do casamento, mas é possível desenhar um produto tanto para uma cerimônia diurna ou noturna”, conta. O truque, relata, é combinar vestido com tamanho e com material do acessório, por isso as peças são feitas sobe medida. “O arranjo pode ser grande ou pequeno, de materiais diferentes, com ou sem brilho. Vai depender de estilo. A única dica é usar o fascinator do lado esquerdo e não do lado direito, onde normalmente ele é utilizado, porque desse lado estará o noivo”, ensina.

A novidade, segundo ela, também pode ser utilizada pelas madrinhas e até pelas damas de honra. Os preços partem dos R$500, mas quem comparecer à feira Cheers Off, onde ela expõe até esse domingo (5), em São Paulo, vai ganhar desconto de 30%.

O casamento real também é uma forte referência para os acessórios mais tradicionais. Réplicas da coroa utilizada por Kate Middleton estão à disposição para aluguel ou compra, o preço é sob consulta. Mas, de acordo com a joalheira Rosana Negrão, as noivas têm procurado tiaras minimalistas. “Está muito em voga essas tiaras mais finas”, diz. As peças feitas por ela têm acabamento em ouro rosa, o que confere um ar romântico e especial. Na feira, o modelo sai por R$350 reais a locação, 12% de desconto.

Docinhos e drinks

Drinks moleculares: este é um malibu de maçã verde e caviar de pêssego
Amana Salles/Fotoarena
Drinks moleculares: este é um malibu de maçã verde e caviar de pêssego

Esqueça os drinks tradicionais como Mojito, Martini ou Malibu. Para impressionar os convidados logo no começo da festa, os chamados drinks moleculares são servidos em colheres e lembram os divertidos e coloridos docinhos como gelatina ou sagu. Só que alcoólicos. “É uma sensação diferente e causa impacto logo de cara”, acredita Viviane Cristina, gerente de marketing da Bar & Barman, responsável pelo serviço. O aluguel do bar, que serve drinks por sete horas de festa, sai por R$3315 reais e quem for até a feira tem desconto e não paga nada a mais pelos drinks moleculares, uma economia de R$2000.

E para finalizar a festa em alto nível, não podem faltar os doces. O bolo ganha cores variadas e detalhes delicados. A nova tendência, diz a patisseur Nika Linden, é o ombré. “Ele sai das passarelas de moda e chega até o casamento. É um degradê de cores. E quem quiser pode optar por um tipo de babado, que é feito pétala a pétala”, explica. A opção de cores fica à gosto do frequês e, ela conta, já teve pedidos em laranja, vermelho, lilás e azul. O valor é de R$950, com topo verdadeiro para o corte dos noivos. Quem comprar 2 mil doces leva o bolo sem pagar nada.

Além dos tradicionais brigadeiros - que agora vêm cobertos por crispes de caramelo - sabores tradicionais do Brasil, como a paçoca, entraram para as opções. O doce pode ser adquirido na La Vie en Dulce, de Carole Crema, e na Fleur de Sucre. Para quem procura novidade, chama a atenção os docinhos de ervas criados pela chef patisseur Alessandra Tonisi.

Os doces levam manjericão, alecrim e capim-cidreira. “Embora o manjericão ainda esteja ligado muito à ideia de pizza, ele fica ótimo. Fiz uma ganache de manjericão com framboesa, servida com uma delicada casquinha de chocolate. E também uma trufa de alecrim e um ganhache de capim cidreira com lascas de macadamia”, revela. A dica da doceira é encomendar cinco doces por pessoa e, indica, no máximo 10 variedades diferentes. “Assim as pessoas podem provar vários e a mesa de doces dura mais.”

30% OFF

De acordo com uma simulação realizada pelas organizadoras do evento, Ana Paula e Isabella Ciampaglia, é possível economizar até 30% fechando todo o casamento na Cheers Off. “Em média, as pessoas que nos procuram fazem festas a partir de 150 mil. Então, é uma economia expressiva”, diz Isabela. A advogada Anelise Pavão estava com o noivo, Ricardo Gimenes, neste sábado e procurava pelos melhores preços para o casamento, que deve acontecer no segundo semestre de 2013. Para o casal, as maiores vantagens estão nas assessorias de casamento e nas equipes de foto e vídeo. “Comida eu achei caro”, diz ele. Os dois preferiram não fechar com nenhum serviço antes de sentar e conversar depois, em casa. “Se for o caso, a gente volta aqui amanhã”, afirmou ela. A feira termina neste domingo (5) e é realizada semestralmente em São Paulo.

As promoções são válidas somente na feira 

Cheers Off - até domingo, dia 5 de agosto, das 12h às 20h
Espaço Patio Duo - Rua Fernão Dias, 238 - Pinheiros, São Paulo 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.