Noivas e experts sugerem novos usos para o vestido, os sapatos e as flores da decoração

Fernanda vai revender o vestido de noiva e
Arquivo pessoal
Fernanda vai revender o vestido de noiva e "repassar" as vibrações do grande dia

Casamento é uma festa realmente única. Mas isso não significa que todo aquele material envolvido – da comida ao vestido – acabe sendo usado apenas uma vez. Até mesmo as flores da decoração podem ser transformadas e reutilizadas.

Leia também
- 110 vestidos de noiva
- O céu é o limite: até quanto vão as contas de um casamento?

Parado há um ano no armário, o vestido de noiva da auxiliar de administração Fernanda Freitas está prestes a ganhar um novo casamento. Fernanda decidiu vendê-lo por um preço bem abaixo do que pagou para uma outra noiva. “Pensei nas noivas que estão quebrando a cabeça para achar o vestido ideal, e imaginei: quem sabe não posso abençoar outra pessoa? Meu casamento foi tão abençoado e desejo passar isso para outras noivas”, diz.

Já a estilista Bia Kawasaki reformou o próprio vestido de noiva, dando novo uso à peça. Cansada de vê-lo parado no armário, ela procurou uma artista plástica que desenhou flores no tecido. “Agora uso muito o vestido”, diz a estilista, que preferiu manter o comprimento da roupa.

Descubra qual é o vestido de noiva perfeito para você

Outra saída para mudar o vestido de noiva é aplicar algum elemento de outra cor nele. “Preto e branco é uma combinação que está sempre na moda. A noiva pode colocar uma faixa preta na barra do vestido. Ou colocar umas listras sobrepostas na saia do vestido, também fica bom”, sugere Bia.

Para o reaproveitamento ser mais fácil, o ideal é planejá-lo desde o início, pensando no vestido antes de ele estar pronto. Assim a noiva consegue observar se o estilo da peça combinará com ela no futuro e se poderá ser usada novamente, mesmo com algumas modificações. “Você está com um vestidinho branco, usa para ir numa festa de ano novo com um colar vermelho e, pronto, não é mais noiva”, diz Bia. Para isso acontecer, é importante que o vestido seja mais “clean”.

Cansada de ver o vestido de noiva encalhado no armário, a estilista Bia mandou pintá-lo
Arquivo pessoal
Cansada de ver o vestido de noiva encalhado no armário, a estilista Bia mandou pintá-lo





Abaixo o branco!

Além de reformar o vestido, há a possibilidade de tingi-lo. Mas preste atenção ao tecido. “Os únicos tecidos tingíveis são os 100% naturais”, diz a estilista. Para saber se o tecido do seu vestido é natural, basta apertá-lo: se ele amarrotar rápido, a resposta é sim.

O ideal é escolher cores escuras. “As claras podem manchar”, completa.

Assim como os vestidos, os sapatos podem ser pintados dependendo do material com que são feitos. “Quando o sapato é de cetim, a melhor coisa a se fazer é tingi-lo de preto. Qualquer outra cor pode manchar”, diz Rosely Brancaglione, diretora da Sapatos em Manutenção. “No final, é uma boa solução. Um sapato de cetim preto cabe na maioria das festas. Dá para usar bastante”, completa Rosely.

51 sapatos coloridos para noivas

Decoração resistente

Por mais que os convidados levem parte dos arranjos da festa para casa, ainda sobram muitas flores . O que fazer com elas? A florista Helena Lunardelli teve uma ideia: transformar as plantas em novos arranjos e levá-los a outras pessoas. Assim nasceu o projeto Flor Gentil.

O projeto vai até as festas, recolhe o que sobrou das flores e faz uma triagem. Depois, preparam buquês que vão para asilos da cidade de São Paulo.

“Antes achava estranho quando as pessoas levavam os arranjos do casamento para casa. Agora entendo muito”, diz Fernanda Waligora Gabel, do projeto Flor Gentil. Segundo ela, as flores podem durar até três dias se preparadas da maneira correta.

Leia também
Classe A agora quer casamento verde

Panelinhas da Divani: noivos podem levar comida da cerimônia para casa
Divulgação
Panelinhas da Divani: noivos podem levar comida da cerimônia para casa

Quentinha para os noivos

Reutilizar comida é uma questão mais complicada. Segundo Alessandra Divani, do buffet Divani & Fusco, uma vez que o alimento foi manuseado, a sua vida útil diminui. “Depois que a comida é manipulada, preparada e servida, não posso doar, nem mesmo embalar e transportar, pois o risco de contaminação é alto”, concorda Alexandre Cymes, do buffet Arroz de Festa.

Leia também
Chefs sugerem cardápios de casamento para todos os gostos -- e bolsos

Uma saída encontrada pelo Divani & Fusco foi fazer uma pequena marmita para os noivos. No final da festa, eles entregam duas panelinhas para o casal aproveitar um pouco da comida que sobrou. “É também uma forma do casal experimentar a comida da festa, já que às vezes eles nem comem”, explica Alessandra.

Leia também
Os pontos altos do mês das noivas
Fotos registram grandes momentos do casamento

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.