Livro é uma homenagem à mulher moderna

A escritora Cláudia Campos fez uma homenagem a todas as mulheres que vivem o dilema de conciliar no dia-a-dia a carreira e, ao mesmo tempo, a feminilidade. É em tributo a essas mulheres, que a autora lançou ontem o livro Não Sou Mulher Maravilha na Livraria Cultura, em São Paulo.

A obra traz uma abordagem realista e intimista da mulher moderna. Num bate-papo com o leitor, ela conta passagens da vida da própria vida sob uma perspectiva introspectiva. Assim, encontros, desencontros, síndrome do pânico, amores e decepções vêm à tona.

O livro apresenta uma mulher que não tem a pretensão de ser perfeita mas tem obrigação de ser multifuncional ¿ envolve-se com reunião, médico, viagem, escola, contas a pagar, relatórios, marido. E tem que dar conta de tudo em tempo real.

Com 193 páginas, o livro traz experiências comuns às mulheres, que certamente vão se identificar em alguma delas.

Anote:
Não Sou Mulher Maravilha, de Cláudia Campos
Editora Scor Tecci
Número de páginas: 193

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.