Com um grande volume de interessadas, Curso de Mecânica para Mulheres oferece dicas para usar e cuidar corretamente do veículo

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491669252&_c_=MiGComponente_C

Está cansada de se sentir enganada pelos mecânicos? Uma opção é fazer um curso de mecânica para mulheres. Foi o que aconteceu no último sábado, 17, na Viamar MegaStore, concessionário Chevrolet em São Paulo. E nós fomos conferir.

Com a sala repleta de mulheres, o curso, gratuito, dura duas horas. Trata de questões ligadas ao dia-a-dia do funcionamento do veículo e dá dicas de como usar e cuidar corretamente do carro. A primeira parte é realizada dentro de uma sala de aula e depois as participantes são convidadas a ir à oficina conhecer na prática o funcionamento do carro.

Vanderlei Mota, que ministrou a aula, ressalta que o carro fala com o dono e dá sinais quando alguma coisa está errada. Por isso, é importante que a mulher esteja atenta e saiba entender esses sinais. A primeira dica é fundamental: ler o manual do carro. Todas as informações básicas constam no manual, como os prazos de troca dos filtros de ar, óleo e combustível e a calibragem que você deve usar nos pneus.

Algumas regras básicas sobre como economizar combustível, reconhecer os sintomas do uso de gasolina adulterada e conhecer todos os itens do carro que exigem manutenção periódica (e com que freqüência estes devem ser trocados) estiveram no programa. Além disso, foram esclarecidos os problemas mais comuns que merecem atenção do proprietário do veículo, como alinhamento e balanceamento das rodas e calibragem e rodízio dos pneus.

Dicas

Quem nunca parou o carro no posto e recebeu do frentista a famosa informação de que o nível do óleo está baixo? Pois então: saiba que não se pode medir o nível do óleo com o motor quente. Isso faz com que o nível sempre esteja abaixo do recomendado. O ideal é esperar o dia seguinte e checar antes de ligar o carro, com o motor ainda frio.

Seu pé fica sobre a embreagem? Preste atenção: esse é um vício comum. Deixando o pé ali, você acaba acionando o disco de embreagem desnecessariamente e desgastando uma peça sem precisar.

Outro erro bem comum é passar na lombada com uma roda de cada vez. O hábito até fazia sentido com os carros mais antigos, que não tinham protetor de carter: o objetivo era evitar bater e danificar a peça. Hoje, isso só colabora para desalinhar as rodas.

Ligar o rádio antes do carro é outro engano. A parte elétrica pode entrar em curto-circuito, por sobrecarga. O ideal é ligar primeiro o carro, dar a partida no motor e só depois ligar o rádio.

Fique atenta a outros erros que todo mundo costuma cometer: evite apoiar o pneu contra o meio-fio ao estacionar, não pise primeiro no pedal da embreagem e só depois no freio e não dirija em descidas com o carro desengatado.

Ficou interessada? Fique ligada e se inscreva nas próximas turmas. O curso pode ser feito por não-proprietárias de veículos Chevrolet e as inscrições para julho podem ser preenchidas no site do Grupo Viamar .

Leia mais sobre: carro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.