O caminho das mulheres que chefiam equipes pode ser arduo; conheca as dicas para superar os problemas

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491672131&_c_=MiGComponente_C

Cada vez mais mulheres exercem func?es de lideranca. La fora, ja temos ate chefe de Estado mulher; no Brasil, porem, temos um dos piores indices de representac?o de mulheres no poder publico (um exemplo: de todos os deputados, as mulheres perfazem 9%). Nas empresas, porem, este numero cresce a cada dia. Uma recente pesquisa mostra que 20% dos cargos mais elevados em empresas pertencem a mulheres ? um aumento de 10% em 10 anos.

Mas como isto e aceito, ja que e t?o recente? Existe preconceito? Como as mulheres s?o vistas pelos seus subordinados e pelos seus chefes? A resposta, por incrivel que pareca, ainda e: n?o t?o bem como queriamos. E tudo muito relativo, veja so: especialistas em recolocac?o profissional dizem que, mesmo com muitos cargos de lideranca ocupados por mulheres, o topo ainda e masculino: 80% dos cargos da presidencia s?o eles que ocupam.

De onde vem essa dificuldade? Andrea Mascarenhas, 36 anos, diretora de Marketing e Relac?es Corporativas, revela: Em alguns ambientes, o preconceito contra a mulher e uma coisa explicita. Ela, que trabalhou durante seis anos tendo muito contato com o setor industrial, onde o numero de mulheres em relac?o ao de homens e muito menor, diz que ja sofreu preconceitos nada velados. N?o chegou de acontecer uma agressividade verbal direta, mas assedio moral sim, e bastante, diz.

Andrea compara os problemas que ja teve com mulheres e com homens. Existem dois tipos de preconceito. Tem aquele que vem do homem, seu superior, ou do homem que esta no mesmo nivel hierarquico, porem em outro setor. E tem o preconceito da mulher subordinada a voce, que e mais complicado de lidar, diz ela. Muitas mulheres n?o aceitam ter uma mulher como chefe. E ai tentam minar o seu campo de ac?o. Ela se utiliza desse preconceito, tipico do homem, para puxar o seu tapete.

E numa situac?o em que a mulher e lider e sofre esse tiroteio de todos os lados, o que fazer? A resposta e unanime entre os analistas de RH e as profissionais que passam por isso: mantenha a postura.

Se voce chegar para liderar uma equipe que ja existe, n?o adianta chegar com os dois pes na porta. Va com calma, analise o terreno, conheca o perfil profissional de cada um, faca-se respeitar. Se achar que voce n?o vai ser aceita e houver muitas situac?es de conflito, trocar a equipe sempre e uma opc?o. Ou ent?o faca uma guinada de mestre e mostre que a lider e voce. E dificil, mas n?o e impossivel. Se voce chegou onde chegou, foi porque mereceu e tem capacidade para tanto.

 Lembre-se sempre de que as relac?es pessoais devem ficar da porta pra fora. Ninguem e obrigado a gostar de ninguem, mas o respeito deve sempre prevalecer, e a politica da boa vizinhanca em um ambiente corporativo faz milagres. E isso independe de sexo, conclui Andrea.


Leia mais sobre: trabalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.