Organização feminina quer que crise econômica não faça com que a luta em busca de igualdade seja esquecida

Último Segundo

A Organização Nacional de Mulheres (NOW) pediu nesta sexta-feira (6) aos americanos que não permitam que a difícil situação econômica do país desvie os esforços dos Estados Unidos na luta global contra a pobreza e a violência , que afeta especialmente as mulheres.

"A comunidade mundial de mulheres não deve permitir que os difíceis momentos econômicos distraiam nossos líderes mundiais de terminar com as guerras, alimentar os povos e deter a violência sexual sistemática e os horríveis crimes cometidos contra as mulheres e meninas em todos os países", afirmou a presidente da NOW, Kim Gandy, em um comunicado pelo Dia Internacional da Mulher .

Segundo a NOW, cerca de dois terços do um bilhão de pessoas no mundo que vive com menos de um dólar diário são mulheres.

Leia também: ONU comemora Dia Internacional da Mulher pedindo fim da discriminação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.