Estudo indica que mulheres da América Latina e Caribe devem perder mais empregos do que os homens neste ano

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou um relatório nesta quinta-feira (5) que afirma que as mulheres sofrerão mais com o desemprego do que os homens em 2009 devido à crise econômica mundial.

A taxa de desemprego das mulheres passou de 6% em 2007 a 6,3% em 2008. "Alcançará pelo menos 6,5% segundo o cenário mais otimista, e 7,4% segundo o mais pessimista, ou até 7,8% nos países desenvolvidos", afirma o documento dedicado às tendências mundiais de emprego das mulheres em 2009.

O cenário mais otimista se baseia nas previsões de crescimento mundial de 0,5% formuladas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) em janeiro.

O aumento da taxa de desemprego das mulheres diz respeito "mais claramente às América Latina e Caribe ", afirma o informe. Apesar das perspectivas desfavoráveis para as mulheres em nível mundial, o estudo indica que a situação masculina será pior em algumas áreas específicas, como no leste da Ásia e nos países desenvolvidos, em particular na União Europeia .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.