Entender o próprio corpo e também o efeito desejado é essencial para acertar na hora da escolha da peça

Você se lembra de vestir uma roupa por cima do sutiã que está provando antes de comprar? Ou então, você leva três tamanhos diferentes da mesma peça para o provador? Poucas mulheres sabem disso, mas estes são alguns truques para conseguir comprar o sutiã certo para o seu tipo de busto.

Encontrar a peça com o caimento perfeito e que valorize os seios sem perder o conforto é mais fácil do que se imagina, mas é preciso prestar atenção em alguns pontos antes mesmo de ir às compras.

Descubra quais roupas combinam com o seu tipo de corpo

Primeiro, a pessoa deve fazer uma boa análise de seu próprio corpo em frente ao espelho e observar qual é a proporção entre o volume do busto e a largura das suas costas. É a partir dessa medida que ela vai começar a sua busca pelo sutiã correto.

Dica para escolher o sutiã ideal: a pessoa deve sempre experimentar ao menos três numerações diferentes da mesma peça
Thinkstock/Getty Images
Dica para escolher o sutiã ideal: a pessoa deve sempre experimentar ao menos três numerações diferentes da mesma peça

“Existem pessoas que têm equilíbrio entre o busto e as costas, ou seja, são proporcionais em tamanho. Essa pessoa vai conseguir achar o sutiã mais facilmente. Mas tem gente que tem muito mais costas do que busto, ou o contrário, e isso exige peças mais específicas”, conta a consultora de imagem Marcele Goes.

Descobrindo qual é a sua proporção corporal, você já tem uma ideia de quais são as medidas da taça e das costas do sutiã correto para o seu corpo.

Entendendo as medidas do sutiã

As taças são medidas com as letras A, B, C e D. Entenda o que significa cada uma delas para saber qual é o tamanho ideal para você:

A:  Para quem tem as costas largas e busto pequeno; 
B: Para quem tem uma proporção equilibrada de tamanho dos seios e das costas;
C: Para quem tem mais mama do que costas;
D: Para quem tem seios grandes e costas pequenas;
DD (ou Double-D): Para as mulheres com os seios muito grandes.

Já a medida das costas geralmente varia do número 38, para quem tem de 63 cm a 67 cm de costas, até o número 54, para quem tem entre 103 cm e 107 cm de costas. Uma boa dica para saber se a pessoa escolheu uma peça com a medida das costas correta é tentar colocar dois dedos entre o meio das costas e o tecido do sutiã: se não conseguir, a peça pode estar apertada demais para o tamanho do busto. E se sobrar espaço, ela esta larga demais e pode não dar sustentação aos seios.

É preciso lembrar que estes tamanhos, no entanto, podem variar de acordo com a confecção de cada produto. Por isso, ao ir às compras, a pessoa deve sempre experimentar ao menos três numerações diferentes da mesma peça: a que ela normalmente usa, e também uma numeração menor e uma maior. Desta maneira, ela diminui o risco de comprar a peça errada.

Cada look pede um sutiã diferente

Entender as medidas do sutiã, porém, não é o suficiente para encontrar a peça perfeita para o efeito que a pessoa procura. No caso de alguém que gosta de usar roupas decotadas e quer valorizar o colo, por exemplo, o modelo push-up com meia taça é ideal, pois aumenta o volume e aproxima os seios.

A pedido da reportagem do Delas , a gerente de marketing da Jogê, Carolina Teixeira, explicou qual é o efeito de cada modelo de sutiã. Confira:

Push-up: ideal para aumentar o volume, aproximar e dar forma aos seios. Alguns modelos possuem volume interno extra, proporcionando mais busto para quem deseja. Perfeito para decores profundos.

Top: ideal para quem quer máximo conforto. Pode ou não ter bojo e geralmente é feito para ser usado de forma aparente na composição de looks.

Balconet: redesenha e reposiciona o seio, sem aumenta-lo. Ideal para seios maiores.

Lenço: as taças têm um formato de triângulo. É a opção perfeita para quem precisa de uma sustentação leve ou média. Os sutiãs lenço podem ou não ter bojo ou forro, geralmente não têm aros e a maioria tem alças mais finas.

Nadador: tem sustentação no meio das costas para ser usado com blusa com decote ou abertura nas costas. Ideal para todos os seios.

Aro sem bojo: tem leve sustentação. Ideal para seios pequenos e médios e para quem não abre mão do conforto.

Tomara-que-caia: modelo versátil, com alças removíveis, para usar como tomara que caia ou como um sutiã tradicional. Possui barbatanas laterais para deixar a peça mais ajustada ao corpo, valorizando o colo. Ideal para seios pequenos e médios.

“O sutiã correto é aquele que não aperta, não sobra tecido e que as alças ficam ajustadas ao corpo. Já comprovamos vários casos de mulheres que até mesmo pareceram mais magras depois do uso do sutiã certo, uma vez que, reposicionando os seios, melhoraram o visual do abdôme”, diz Carolina.

Outro ponto para se prestar atenção é o tecido da peça. Existem lingeries com detalhes em renda ou couro, por exemplo, que quando utilizadas com roupas mais justas, podem deformar a aparência do colo.

Optar por peças de microfibra de poliamida ou algodão podem ser a melhor saída, pois são lisas, confortáveis e não marcam a roupa. Agora, se a intenção é mostrar a lingerie, as peças rendadas e com detalhes como laços ou pedrarias são feitas justamente para serem vistas – e ficam bem sensuais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.