A atriz e apresentadora conta que consegue fazer uma produção com até R$ 100 e diz não seguir regras de moda: "Me despi de qualquer preconceito"

Mariana Xavier costuma fazer uma equação pouco viável para muita gente: vestir-se bem e gastar pouco. A atriz e apresentadora é daquelas que faz questão de dizer que vai a casamento com vestido de loja popular e costuma fazer uma produção com até R$ 100.

Baixinha e com medidas plus size, a ex-repórter do “Vídeo Show” conta que aprendeu com as figurinistas do programa da Globo e outras duas amigas da moda a usar o que favorece sua silhueta. Mas não gosta de seguir as regras estabelecidas pelo mundo fashion. Quando tem dúvida, manda uma foto do look para ser aprovado pelas experts. Confira o bate-papo sobre seu estilo. 

“Sou desastrada, não curto pegar roupa emprestada”

“Sou uma pessoa que usa muita coisa de loja popular, mas muita mesmo. Em geral, não me sinto confortável em vestir peças caras, até porque sou muito desastrada. Então, não curto essa coisa de pegar vestido emprestado que custa R$ 1 milhão porque depois acabo estragando e tenho que deixar um rim no lugar. Claro que dependendo da ocasião pego coisas emprestadas, mas, no geral, prefiro comprar tudo que seja acessível em lojas populares.

Fã de lojas populares

“Eu garimpo. Se por ventura alguém ficar em dúvida se realmente sou eu em qualquer loja popular, pode ter certeza que sou sim. Quando estou batendo perna, olho todas as lojas antes de comprar qualquer peça, prezo muito o valor do meu dinheiro e acho uma grande bobagem esse mito que você tem que gastar uma fortuna para estar bem-vestida ou essa coisa de que não pode repetir roupa. Acho isso uma idiotice, acho antiecológico. Sou uma pessoa normal e repito roupa sem nenhum problema, seja por preguiça em pensar em um look ou pela comodidade mesmo. Falo na maior tranquilidade que consigo fazer uma boa produção entre R$ 80 e R$ 100", diz ela. E completa: "Recentemente fui a um casamento em Aracaju, era diurno e tem sempre a dúvida do que vestir porque tinha toda aquela conjuntura do calor com a formalidade. No fim das contas fui com um vestido da loja Marisa e fiz questão de dizer para todos de onde era para justamente desmistificar isso, de que não é preciso gastar uma fortuna.”

"Sou uma plus size pequena"

“Ainda não é a coisa mas fácil do mundo encontrar roupa para o meu manequim, mas melhorou horrores tanto na qualidade do produto quanto na questão visual. Hoje em dia acho muita coisa legal nessas lojas. A maior parte do meu figurino no ‘Vídeo Show’, que muita gente elogiava, era de lojas populares como Líder, C&A, Marisa, Renner, mas sempre havia uma mistura com peças sofisticadas. Sou uma plus size pequena, então ainda é possível encontrar roupas com certa tranquilidade em 90% das lojas, mas para outras pessoas talvez seja um pouco mais complicado."

Peças preferidas: vestidos e jeans de todos os jeitos

“Vestido é sempre a peça mais fácil de se achar porque dependendo da modelagem, mesmo não sendo um tamanho plus size, ele serve. Também é fácil de compor, é só jogar um sapato e acessórios que está pronto. É delicioso para o verão por ser fresco e superfeminino, sou bastante adepta dos vestidos. Também amo jeans, de todos os estilos, de calça à jaqueta. Comprei ontem uma jardineira jeans e tenho certeza que vou usar muito.” 

Arrependimento fashion

“Não tenho coragem de gastar dinheiro em algo caro. A coisa mais cara que já gastei uma grana foi em um sapato que achei que iria usar muito, mas como prezo o conforto, acabei não usando e passei adiante. Mas nada que fosse uma fortuna a ponto a de me ferir.”

Nada de regras: baixinha pode usar vestido longo

“Nunca achei que fosse capaz de usar uma saia ou vestido longo por ser baixinha, só que hoje em dia eu não ligo muito para essas regras do tipo: não pode listra, não pode longo, não pode largo. Hoje me despi de qualquer preconceito. Experimento e se gostar, dane-se a regra, eu levo.”

LEIA AQUI TODAS AS NOTÍCIAS DE MODA

>>> Curta a página do Delas no Facebook e siga o @iGModa noTwitter <<<


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.