Mais uma vez o furacão Gisele Bündchen roubou a cena. Mas boas coleções também tiveram destaque nesta terça-feira (4)

O furacão Gisele Bündchen encerrou o segundo dia dos desfiles do inverno 2015 do São Paulo Fashion Week na passarela da Colcci. A modelo mais poderosa do mundo abriu a apresentação da Colcci com vestido curto e botas e usou também um look jeans amplo e destroyed.

Mas Gisele foi a cereja do bolo. A terça-feira (4) teve bons desfiles e começou com dobradinha familiar. Pedro Lourenço apresentou uma coleção inspirada em sua mãe, a estilista Gloria Coelho, nos idos dos anos 1980. O jovem estilista apostou na saia tulipa para o próximo inverno e nas estampas híbridas de animais em paetês impressos. Na sequência foi a vez do pai, Reinaldo Lourenço, apresentar no Teatro da Faap suas luxuosas criações inspiradas na arte e na arquitetura de Florença na época do Renascimento. As peças com modelagem mais ajudada ao corpo e vestidos curtos apareceram em tons invernais e tecidos encorpados como jacquard, gorgurão e couro.  

A Pat Pat’s, marca mais jovem da grife Patricia Viera comandada por sua filha Andrea Viera, levou à passarela sua moda para as garotas antenadas. Couro que parece jeans, corte a laser que imita renda, estampa de grafite e de animal e show ao vivo de Fiuk deram o tom do outono/inverno. Já a coleção da Lolitta fez uma viagem até o Egito Antigo: linhas retas, cintura em destaque e grafismos marcaram o desfile assinado por Lolita Zurita Hannud. 

LEIA AQUI TODAS AS MATÉRIAS DO SPFW

>>> Curta a página do Delas no Facebook e siga o @iGModa noTwitter <<<


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.