Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mitos e verdades sobre o silicone

Conheça as dúvidas mais frequentes

Da redação com agência Estado

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237496351310&_c_=MiGComponente_C

A prótese de silicone pode migrar para outra região?
Mito. Pode se movimentar ligeiramente, mas é imperceptível.

O homem percebe quando a mulher tem silicone nos seios?
Pode ser que sim. O toque e muitas vezes o visual dos seios com silicone podem ser completamente diferentes dos seios naturais.

Se a pessoa sofrer um impacto forte, a prótese pode romper?
Pouco provável. As próteses de seios e nádegas são feitas de gel coeso e podem ser cortadas como uma gelatina. Mesmo assim, o conteúdo não escorre.

Prótese de silicone nos seios dificulta o diagnóstico de câncer de mama?
É possível. No auto-exame é mais provável acontecer, bem como no exame clínico. O médico e a paciente sempre devem informar ao laboratório a presença de prótese nos seios.

A paciente pode pedir ao médico o tamanho de prótese que ela quiser?
Verdade. Mas cabe a ele avaliar as proporções físicas para saber se o resultado final vai ser satisfatório ou não. Para isso, é preciso observar o tamanho do tronco, a circunferência das costas, a distância entre o pescoço e os seios e a compleição física da paciente.

A mulher só deve colocar silicone depois que tiver amamentado?
Na teoria é melhor que seja assim, porque depois da amamentação os seios podem murchar. Mas nada impede que ela coloque antes, caso se sinta incomodada com seios muito pequenos ou caídos. É bom lembrar que, tecnicamente, a prótese de silicone não interfere na amamentação. Isso só acontecerá se, durante a cirurgia, houver algum erro e o ducto por onde passa o leite for interrompido.

Depois de colocar silicone a mulher perde a sensibilidade nos seios?
Isso pode acontecer, mas deve ser temporário. É comum ter a sensibilidade alterada, principalmente na região dos mamilos, depois da cirurgia e nos três meses seguintes. Mas, gradualmente, a paciente deve recuperar a sensibilidade.

A prótese de silicone nos seios precisa ser trocada a cada dez anos?
Não necessariamente. Ela deve ser examinada com freqüência e, caso tenha se mantido intacta, não há necessidade de trocar.

É mais fácil tirar do que colocar as próteses de silicone?
Mito. Se foram implantadas há mais de um ano, é possível que a pele já tenha estirado. Nesse caso, é preciso, depois de retirar, também reposicionar a pele e a musculatura.

Conheça as brasileiras de acordo com o tamanho da prótese de silicone:

*Cristina Mortágua        365 ml
*Virna                         350 ml
* Syang                       300 ml
* Luma de Oliveira          270 ml
* Penélope Nova            260 ml
*Viviane Victorette         255 ml
*Carina Beduschi            250 ml
Dany Bananinha              250 ml
Danielle winitts               235 ml
Débora Secco                235 ml
Vera Fischer                  225 ml
Carla Perez                   220 ml
Joana Prado (Feiticeira)   220 ml
Daniela Freitas               215 ml
Elza Soares                   215 ml
Alessandra Scatena        210 ml
Kelly Key                      200 ml

 

Curiosidades publicadas no livro "O Guia das Curiosas", de Marcelo Duarte e Inês de Castro.

 

Leia tudo sobre: mes da mulhermulhersilicone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG