Ela foi atrás de um sonho, mas encontrou o preconceito

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237496355306&_c_=MiGComponente_C

A brasileira Janice Delunardo, de 34 anos, foi para Portugal em 2001 com uma oferta de emprego e o sonho de ser diretora de cinema. A proposta de trabalho era falsa, nunca conseguiu emprego em sua área e diz ter sido vítima de racismo. Após cinco anos no país, planeja voltar para o Brasil.

"Minha filha Victoria nasceu em Portugal. Essa foi a maior alegria da minha vida", disse Janice à BBC Brasil. "Mas o sonho de ser uma mulher bem-sucedida fora do meu país não alimento mais".

Formada em publicidade ¿ com especialização na Escola Internacional de Cinema e TV de San Antonio de Los Baños, em Cuba ¿, ela trabalhou durante vários anos com produção e direção de cinema e televisão em Vitória e, posteriormente, em São Paulo.

Em Portugal, a formação e experiência de Janice não lhe abriram portas. "Quando chegamos em Portugal, nos deparamos com uma realidade completamente diferente da que imaginávamos. Fomos enganados. Não tinha emprego nenhum, lembra Janice, que deixou o Brasil com o namorado.

"Sorte que era verão e facilmente arrumamos trabalho em um restaurante, disse ela à BBC Brasil. O namorado trabalhou como garçom e ela, como ajudante de cozinha.

Leia a íntegra da matéria na BBC Brasil .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.