Sexo sem neuras: é verdade que a pílula só protege a partir da segunda cartela?

Por iG Delas , por Laura Muller |

compartilhe

Tamanho do texto

Sexóloga Laura Muller tira as dúvidas das leitoras

A Fernanda* tem 19 anos e enviou a seguinte questão para a gente: “Comecei a tomar anticoncepcional e faltam três pílulas para acabar a cartela. É verdade que a proteção contra a gravidez só passa a funcionar a partir da segunda cartela? Quando eu iniciar a segunda, estarei completamente protegida?”. 

No primeiro mês em que a gente começa a tomar anticoncepcional é importante usar camisinha
Getty Images
No primeiro mês em que a gente começa a tomar anticoncepcional é importante usar camisinha


O que dizem os médicos

– De acordo com os médicos ginecologistas, no primeiro mês em que a gente começa a tomar anticoncepcional é importante usar camisinha para garantir a proteção contra a gravidez fora de hora. Isso porque no primeiro mês de uso da pílula o corpo estará se adaptando a ela e, portanto, será necessário um cuidado a mais para evitar a gravidez. Já no segundo mês, tudo certo: o anticoncepcional será o suficiente para você poder fazer sexo sem o risco de engravidar. 

21 perguntas sobre anticoncepcionais

E a camisinha?

– Aí vale lembrar o seguinte: não basta estar protegida apenas contra o risco de gravidez, não é mesmo? Em tempos de doenças sexualmente transmissíveis, especialmente de aids, é fundamental o uso da camisinha sempre, em todas as práticas sexuais: sexo anal, oral e penetração vaginal. Ou seja, a dica é: mesmo que você entre no segundo mês de uso da pílula anticoncepcional, não dispense a camisinha. Ela deve fazer parte do kit erótico do casal. Para sempre!

Mais uma dica

– Vale lembrar que, para o anticoncepcional ser seguro contra a gravidez, é importante não esquecer nenhuma pílula da cartela e procurar tomar sempre no mesmo horário, diariamente, respeitando a pausa sugerida por cada fabricante (leia a bula!). E consulte também o médico ginecologista que lhe prescreveu o medicamento caso não se sinta bem com ele, a fim de encontrar o método anticoncepcional que seja o mais adequado para o seu corpo.

Existe risco de gravidez no intervalo da pílula?

A Paola* está com a seguinte preocupação: “Tenho quase 19 anos e tomo anticoncepcional desde os 16, mas só agora estou tendo relações sexuais com frequência, já que estou namorando há três meses. Gostaria de saber se há risco de gravidez no intervalo de uma cartela para outra e quais os primeiros sinais no corpo da mulher quando ela engravida. É normal o crescimento dos seios?” Ok, vamos conversar sobre isso com calma.

O intervalo da pílula

- Não há risco de engravidar ao fazer sexo no intervalo da cartela da pílula anticoncepcional. Mas... A gente não pode se descuidar das doenças sexualmente transmissíveis e do risco de contraí-las. Portanto, use camisinha em todas as transas, durante o mês inteiro. E em especial no intervalo da cartela, que é quando a menstruação virá, ok?

Os sinais de gravidez

- O mais claro deles é a ausência de menstruação. Sabe aquela história de que a menstruação era para vir semana passada, há quinze dias, um mês ou sei lá quando? Se atrasou essa vinda, vale ficar esperta e fazer um teste para verificar se está grávida ou não. 

Os testes

- Em geral o médico ginecologista recomenda exame de sangue para verificar se vai dar positivo ou negativo para gravidez. Há também aqueles testes de farmácia, e muitos deles são bem certeiros. Mas a dica maior é sempre procurar o ginecologista, para verificar ao certo o que pode estar ocorrendo com você.

Outros sinais de gravidez

- Seios e outras regiões do corpo podem ficar inchados, assim como enjoos e outras mudanças corporais podem ocorrer e se relacionar à gravidez. Mas para saber ao certo, só mesmo fazendo o teste. Encoraje-se! E tire logo essa dúvida da sua cabeça.

Estou grávida, e agora?

- Nessa hora, vale procurar um adulto de confiança para ajudá-la a se orientar. O médico ginecologista também será necessário para acompanhar a sua saúde. Desesperar-se é que não vale a pena! Outra coisa importante a lembrar: aborto é uma prática não legalizada no nosso país, apesar de ser uma decisão pessoal. Portanto, muita calma nessa hora. Claro que conversar com o namorado e, se quiser, também com amigos pode ser muito importante. Mas buscar apoio imediato de gente adulta e mais experiente será um excelente passo para lidar com mais tranquilidade com essa nova etapa da sua vida.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas