ver novamente
  • Libra
  • De 21/09 a 20/10

Horóscopo da Semana - 24 a 30 de Abril de 2016

Somos todos um

Você já deve ter se acostumado com o ritmo que Urano impôs aos natos de seu signo. Tudo fica mais acelerado. Os acontecimentos se sucedem de forma inesperada e podem provocar discordâncias em grupos e parcerias de trabalho sobre o rumo a seguir. Sob condições sociais voláteis e mutáveis, sua vida prossegue ao sabor do vento: adapte-se se quiser sobreviver! Recorde-se que nem sempre você pode agradar a todos. Posicione-se com firmeza para fazer valer as suas opiniões, mas sem parecer arrogante. Use sua melhor qualidade, diplomacia, e conseguirá adesões preciosas.

O Signo e o Amor

Somos todos um

Nas amizades ele parece sempre fazer o que os outros desejam, não demonstrando grande entusiasmo mas tentando agradar a todos. E no amor? Bem, o libriano precisa do amor como do ar para viver. Ele é afetuoso, carinhoso e retribui o afeto de maneira contagiosa. Eles amam o amor pelo amor. Eles se envolvem facilmente nos relacionamentos, mas podem se frustrar com a mesma facilidade, pois tem uma idéia muito romântica do amor e do relacionamento. O libriano é ardente, mas de uma forma um pouco lânguida. Para aproveitar plenamente o sexo, ele precisa de um ambiente confortável, descontraído e de todo o tempo do mundo.

O Signo e a Casa

Somos todos um

Como é a casa de um libriano? Seguramente muito charmosa, aconchegante e de uma estrema elegância. Qualquer que seja a moda ou o estilo predominante, a sua casa primará sempre pela grande harmonia dos elementos. Com almofadas jogadas ao acaso pelo chão, que induzem a um voluntário abandono, com vasos repletos de flores naturais e quadros dentro desta mesma temática espalhados pelas paredes, este espaço emana graça e sedução sem fim. E como será o quarto de um libriano? Um charmoso convite para um descanso voluptuoso. Muitas almofadas macias, e, como são românticos por natureza, não dispensarão o uso de uma penteadeira cheia de frascos de perfumes, franceses, é claro! As cores variam de acordo com as flores de sua preferência, geralmente as violetas, rosas, gardênias e glicínias. O libriano dispensa contrastes, para ele tudo deve estar em perfeito equilíbrio.

O perfil de Libra

Mesmo quando não conhecem filosofia, os librianos compartilham da visão de um dos mais importantes filósofos da história: Platão.

Ele dizia que o que nós vemos do mundo é apenas um pálido reflexo de um outro, de formas perfeitas, que existe num outro plano: o mundo das ideias. Como vivem num mundo imperfeito, os librianos parecem sempre um pouquinho deprimidos. Na verdade, estão decepcionados. E são completamente fascinados por espelhos. Ninguém vê a si mesmo diretamente. O homem só conhece a própria imagem através de reflexos. Reflexos que podem estar num lago, numa vitrine ou, no mais extraordinário de todos os espelhos: os olhos de uma outra pessoa. Essa visão, ou melhor, o tipo de informação que vem daí, acompanha os librianos em todos os momentos da vida. Por isso eles se preocupam tanto com o que os outros vão pensar. Eles sabem o tempo todo qual é o efeito que causam. Daí a fama de vaidosos. Quem não se preocupa com a aparência quando está diante de um espelho? E também a ideia de que eles fazem qualquer coisa para serem aceitos pelo grupo: eles sabem exatamente o que o grupo espera deles. Essa capacidade de saber ler os olhos dos outros às vezes é um obstáculo, mas quando é bem usada, faz dos librianos os melhores diplomatas e os amigos ou companheiros mais gentis de todo o Zodíaco. Como Libra é a casa de Vênus, a deusa do amor e da beleza, e o exílio de Marte, o deus da guerra, eles já nascem pacifistas. Ninguém encarnou tão perfeitamente o ideal libriano como o Mahatma Ghandi, que nasceu no dia 2 de outubro de 1869, e dedicou toda a sua vida a mostrar na prática que é possível ganhar uma guerra com uma proposta de paz

últimas notícias