Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Guia de segurança para as mulheres

Algumas dicas práticas para você aumentar sua segurança ¿ em casa, na rua ou quando estiver andando de carro

Vladimir Maluf

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491688029&_c_=MiGComponente_C

Mulheres indefesas? Jamais! Como não dá para ficar dependendo de homem, a melhor coisa é saber se cuidar: em casa, no trânsito, na rua ou onde estiver. Rogério Rodrigues é especialista em segurança, do Grupo GR, e faz alguns alertas importantes para a segurança das mulheres. A dica básica é atenção. Não se distraia. Fique sempre atenta ao seu redor. A principal arma do bandido é a surpresa.

Em casa

Ao sair de casa, observe sempre os arredores. Veja se há pessoas em atitudes suspeitas (paradas em orelhões, dentro de veículos há muito tempo, atrás de árvores etc). Caso note algo estranho, não saia. Se o suspeito demorar para ir embora, peça auxílio à polícia.

Ao entrar em casa, a mesma regra: fique atenta à sua volta. Se alguém se aproximar, não pare e nem indique que iria parar, pois o indivíduo pode perceber que você mora no local. Dê uma volta no quarteirão e, se a situação persistir, avise a polícia. Se você for seguida, entre em um local movimentado e peça ajuda (supermercado, padaria, banco).

Ao ouvir barulhos à noite, dentro de casa, isole-se em um cômodo e tranque a porta. Pegue o telefone e avise a polícia. Em seguida, se for possível, ligue para um vizinho também e aguarde a chegada do socorro.

Se o ladrão já chegou até você, mantenha a calma e evite encarar o bandido nos olhos. Não faça movimentos bruscos, pois o criminoso pode achar que é uma tentativa de reação e poderá se tornar violento. Ouça com atenção e entregue tudo o que ele pedir, lembre-se que sua vida vale mais do que qualquer bem material. Observe-o discretamente para que seja possível identificá-lo posteriormente.

Quando você está sozinha em casa (ou mora só), certifique-se de que portões, portas e janelas estão bem trancados. Feche as cortinas para não possibilitar a visão interna do imóvel. Procure ter algum tipo de segurança (alarme, câmeras, serviço de vigilância). Ao dormir, tranque a porta do quarto e tenha consigo um telefone para emergência. Tenha sempre cuidado para entrar e sair e evite as entregas, pois o entregador pode passar para terceiros a informação de que você está sozinha.

Lá fora

Cuidado com seu comportamento, como o uso de joias, relógios, celulares à mostra, bolsa com laptop aparente, abrir bolsa e carteira em público, mostrando cheques, dinheiro e cartões.  O ideal é atuar com muita discrição. Deixe para usar joias em eventos fechados.

Quando for viajar, peça a um vizinho ou parente para visitar diariamente o imóvel, recolher as correspondências e verificar movimentos estranhos de pessoas que rondam a vizinhança. Ao sair, não deixe as luzes acesas durante o dia, pois isso significa ausência de moradores. Se possível, instale um aparelho de fotocélula para acender e apagar as luzes externas à noite e de dia, respectivamente. Deixe algum telefone de contato com um vizinho. Em condomínios fechados ou edifícios, não deixe as chaves na portaria e não comente com estranhos as ausências.

Evite colocar cadeado do lado externo do portão. Isso denuncia a ausência dos moradores. Desligue a campainha, assim, você deixa em dúvida quem vier a usá-la somente para verificar se há alguém em casa. Caso tenha sistema de segurança, não fique comentando isso por aí. Quanto menos pessoas souberem, melhor.

No carro

Ao pegar o carro, observe se não há pessoas suspeitas nas proximidades e, se houver, siga em frente e não entre no veículo. Sempre que possível, aproxime-se do veículo de uma forma que permita ampla visão dos arredores. Evite estacionar em locais desertos ou mal iluminados. Seja rápida para entrar no veículo, esteja com a chave em mãos quando se aproximar dele. Quando já estiver dentro, dê logo a partida e saia do local (não fique mexendo na bolsa ou arrumando sacolas).

Quando o sinal estiver vermelho, procure manter seu carro à direita da rua. Geralmente, os ladrões atacam pelo lado esquerdo do motorista. Ou mantenha-se na faixa central, evitando também a calçada. Quando avistar que o sinal fechou, vá reduzindo de longe a velocidade, tentando chegar ao cruzamento quando o sinal estiver abrindo. Lembre-se: carro parado é alvo fácil.

Evite fazer compras no sinal; mesmo que o vendedor não seja ladrão, você se distrai, abre seu vidro e se expõe. Além disso, ladrões usam crianças para preparar o assalto: ela se aproxima, observa o interior do veículo procurando por maletas, computadores, carteiras, celulares e demais objetos de valor. Se o carro for interessante, a criança dá um sinal ao adulto que efetuará o roubo.

Use o porta-malas para colocar maletas, bolsas e computadores. Deixe os objetos menores, como carteira e celular, no porta-luvas. Se tiver que parar, mantenha sempre a primeira marcha engatada. Caso esteja suspeitando de algo, procure ficar com a lateral do carro bem próxima ao automóvel da sua esquerda, para não haver espaço para abordagem. Caso não tenha feito isso e alguém tente pegar alguma coisa, não reaja.

Os vidros escuros, com películas protetoras, impedem a visão interna do veículo, principalmente à noite, inibindo um pouco a ação dos criminosos, que não conseguem identificar o sexo da vítima, seu porte físico e se há objetos interessantes para serem furtados.

Se você estiver dominada por um bandido, mantenha a calma. Ouça e obedeça. Não faça gestos bruscos, ou o ladrão pode se assustar e reagir com violência, e não o encare. Tentar chamar a atenção de alguém pode ser muito arriscado. O bandido não tem nada a perder e, se ele perceber, pode ficar violento. O mesmo vale para os sequestros-relâmpago.
 
Quando o bandido prende a pessoa no porta-malas, mantenha a calma e aguarde as ações dos bandidos. Caso tenha um celular, acione a polícia. Alguns executivos guardam, no porta-malas, um celular com linha, crédito e bateria carregada para este tipo de eventualidade. Muitos, inclusive, têm GPS instalado, que facilitam a localização do veículo pela central de segurança e pela polícia.

Fugir de um bandido armado é uma loucura. Corre um e-mail na internet que diz que se o bandido está apontando uma arma distante, é melhor correr, pois dificilmente ele acertará o tiro. Mas, como já foi dito, a reação do bandido é inesperada, sempre. Ele não mede, não tem responsabilidade pelos seus atos e está disposto a tudo ¿ matar ou morrer. Se ele atirar e acertar, a vítima pode morrer ou sofrer grave lesão.

Em suma, não fite os olhos do assaltante, não o desafie e atenda suas ordens. Para manter a calma, lembre-se que é uma situação passageira e quanto antes você atender às exigências, mais rápido ele vai embora, mas sem movimentos bruscos. Nunca reaja ou tente fugir e não se apegue aos bens materiais. Deixe que leve. Quando acabar, acione a polícia e dê as características dele que você conseguiu observar.


Serviço: www.grupogr.com.br


 

Leia mais sobre: segurança

Leia tudo sobre: carroscomportamentomulhersegurançaviagem

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG