Pronto. Aconteceu e voce descobriu. Hora de respirar fundo e conversar com o parceiro. Sera que e uma quest?o sua ou da relac?o? Um problema dele ou de voces dois? Veja as dicas de especialistas para entender melhor essa quest?o e encara-la de frente

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491677614&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortografico

Tratar a infidelidade como tabu so atrapalha. O iG conversou com a Dra. Ana Maria Zampieri, psicologa, pos-graduada em Terapia Sistemica de Casais e Familias e em Terapia Sexual, que deu dicas sobre como superar esse trauma.

Para entender

Sem saber como explicar o fim do amor, o engenheiro Jose Antonio Moraes, 39 anos, passou 1 ano e meio metido em duas relac?es. N?o sabia como explicar para a minha mulher que o amor tinha acabado. Antes de me envolver com outra, ja sabia que o casamento estava mal das pernas. N?o queria magoa-la e acabei no meio de uma bola de neve. Quando tudo estourou, foi destruidor, desabafa.

A distancia e o vazio entre os casais deixa a relac?o sem comunicac?o e impede que os dois consigam colocar nas conversas diarias os problemas, as angustias ou qualquer bobeirinha que incomoda. Geralmente, a traic?o aparece em relac?es pouco abertas, dificeis e com pouca intimidade. Em muitos casos ela acontece porque uma das partes procura apenas alguem para conversar, explica a doutora Ana Maria, autora do livro Erotismo, Sexualidade, Casamento e Infidelidade (Ed. Agora).

Em outros casos, fatores muito menos complexos (para quem trai) e o motivo das escapulidas:

- Curiosidade: Ele te ama, mas so queria saber como a outra e.

- Gentileza: Como assim negar um pedido de uma mulher t?o simpatica?

- Auto-Promoc?o: O cara tem que provar que e macho, que da conta de muita mulher e mostrar quem e que manda no casamento.

Em um primeiro momento, os homens costumam negar e, mais tarde, confessam que foi apenas uma vez (eles n?o v?o contar tudo e nem os minimos detalhes). Nas traic?es ocasionais, eles ate costumam dizer: Isso e coisa minha, n?o tem nada a ver com a minha mulher.
A psicologa explica: Os homens tem a capacidade de ir pra cama sem envolvimento emocional, por conta da educac?o machista t?o forte. Alguns ate dizem que amam a amante, apenas para melhor desempenho da relac?o sexual. Mas depois alegam que n?o e o mesmo eu te amo declarado a esposa.

Deixar ou n?o

Desculpar o companheiro que trai n?o e facil e a decis?o de permanecerem juntos apos a infidelidade tem um peso dobrado: as suas cobrancas e o mundo la fora. Apenas cerca de 12% das mulheres traidas resolvem deixar o parceiro. Para a maioria ainda e muito dificil encarar a casa, a familia, perder o status de esposa e enfrentar a sociedade, diz ela.

A professora F.S., 36 anos, ha tres anos descobriu que o marido saia com um amigo. Sentiu-se traida duas vezes, mas n?o enfrentou a separac?o. Fiquei muito mal. Descobri que ele quebrou o nosso pacto. N?o me contou que a relac?o n?o estava legal e nem que sentia atrac?o por homens. Eu n?o tive coragem de expor isso pra todo mundo e n?o queria ser m?e solteira. Agora acho que n?o fiz uma boa escolha. Sou completamente infeliz, desabafa a m?e de dois filhos.

A grande dor

As marcas causadas pela traic?o podem ser enormes. Romper o pacto estabelecido para a relac?o fluir bem causa traumas doloridos e sofrimento a longo prazo. Nos estudos sobre grandes dores emocionais, a traic?o aparece em terceiro lugar, atras apenas da perda de um filho e morte de pessoas proximas, explica a autora.

Chacoalh?o

Nem sempre a traic?o separa. A reviravolta, o sofrimento e o famoso perder o ch?o as vezes funcionam positivamente e ainda da tempo de abrir o olho. A psicologa afirma: apos a descoberta, alguns casais percebem uma melhora incrivel na relac?o. Apos a infidelidade, passam a discutir uma serie de fatores que n?o eram colocados em quest?o, as vezes com a ajuda de um terapeuta. A traic?o pode ser um grito agonizante de socorro.

Saude publica

E importante lembrar que a traic?o extrapola a quest?o da moralidade e se torna um problema de saude publica. N?o da mais para ser careta e continuar a recusar o uso do preservativo, mesmo em relacionamentos longos. O indice de mulheres acima de 65 anos portadoras do virus HIV aumenta a cada dia. Na ultima Conferencia Mundial de Saude, apareceu um dado importantissimo: uma mulher casada tem seis vezes mais chances de contrair o virus que uma prostituta, afirma Zampieri.

Leia mais sobre: traic?o

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.