Os pais que não podem acompanhar todas as refeições dos filhos devem estar atentos a seis pontos para saber se ele se alimenta bem

Além do crescimento adequado, cabelos saudáveis e disposição para brincadeiras também são sinais da boa nutrição
Getty Images
Além do crescimento adequado, cabelos saudáveis e disposição para brincadeiras também são sinais da boa nutrição
Para estar alerta quando o assunto é a alimentação dos filhos, Vanessa Liberalesso, presidente do Departamento de Suporte Nutricional da Sociedade Paranaense de Pediatria e médica pediatra do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, lista seis pontos que, além dos sinais mais básicos como a imunidade em alta, o funcionamento regular do intestino e o peso adequado, devem ser levados sempre em consideração para se ter certeza da alimentação do filho. Veja-os abaixo.

1. Crescimento adequado
Se a altura e o peso da criança não estão adequados um ao outro, é sinal de que ela não come bem, seja em qualidade ou quantidade.

2. Cabelos e unhas saudáveis
Se o cabelo está mais seco e quebradiço, assim como as unhas mais fracas, pode haver uma carência de proteínas, por exemplo.

3. Sono regulado e disposição para brincar
A criança que dorme muito pode estar em falta com a energia – proveniente, entre outros alimentos, daqueles que contém ferro. Ainda, a falta de disposição pode ser um sinal direto da anemia.

4. Pele saudável
A palidez da criança pode ser também um indicativo da falta de ferro.

5. Bom apetite
A criança que tem deficiência de ácido fólico não sente muito bem o gosto dos alimentos, e por isso tende a comer menos.

6. Dentes saudáveis
A falta de cálcio, que na fase infantil provém principalmente do leite e derivados, também pode colaborar para que os dentes não sejam tão sadios como devem ser na infância e adolescência.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.