A partir do primeiro ano, as crianças querem individualidade e começam a criar sua própria identidade

A partir do primeiro ano de idade, é hora de começar a socialização do seu filho
Thinkstock
A partir do primeiro ano de idade, é hora de começar a socialização do seu filho

Com 1 ano de idade, seu filho ainda é pequeno e depende muito de você. Apesar disso, ele já começa a buscar maior contato com outras crianças e quer independência. Veja como você pode ajudá-lo na socialização sem se afastar dele:

Arrume um companheiro de brincadeiras

A partir do primeiro ano de idade, é hora de começar a socialização do seu filho, com brincadeiras que estimulem a independência dele. Nessa fase, é comum a criança gostar de estar na presença de outras crianças , mas ainda não interagir com elas. Os psicólogos chamam esse comportamento de " brincadeiras paralelas ", em que uma criança brinca ao lado da outra, mas sem dividir o mesmo brinquedo.

Faça parte do universo do bebê

É nessa idade que os pais começam a ouvir muito "NÃO" dos filhos, que também começam a usar com frequência os possessivos ("meu carrinho", "minha boneca", "minha vez").

Mariana Newlands
100 Brincadeiras: escolha a ideal para seu filho
Isso acontece porque esta é a fase que as crianças estão começando a criar sua própria identidade . Não se afaste e procure buscar espaço no universo particular do seu filho. Observe o que ele gosta de fazer e se inclua na brincadeira , respeitando seus limites.

Imitação e identificação

Brincadeiras que envolvem imitações e associações também ajudam o bebê neste processo de formação da identidade. Vocês podem brincar juntos de imitar os bichos , reproduzindo os sons e movimentos corporais, por exemplo.

Outra dica é fazer joguinhos com imagens conhecidas: mostre um livro com figuras familiares para ele e peça para indicar o cachorro, a casa, etc. As musiquinhas e DVDs educativos infantis também vão ajudar no desenvolvimento da linguagem.

Veja todas as dicas e recomendações para as crianças entre 1 ano e 1 ano e meio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.