Pesquisa mostra que crianças conseguem dormir de maneira ininterrupta, antes do que se imaginava

Boa notícia para as mães: bebês são capazes de dormir uma noite inteira a partir dos 2 meses
Getty Images
Boa notícia para as mães: bebês são capazes de dormir uma noite inteira a partir dos 2 meses
Uma nova pesquisa pode dar algum alívio para aqueles pais que não dormem muito: a maioria das crianças começam a dormir a noite inteira entre 2 e 4 meses de idade. No entanto, o estudo diz que para o bebê regularizar seu sono com o da família pode levar um pouco mais de tempo.

“As mudanças mais rápidas que ocorrem no sono das crianças acontecem nos primeiros quatro meses de vida. Anteriormente, nós subestimávamos a capacidade dos bebês de dormir durante uma noite inteira. Descobrimos que se uma criança dorme pelo período tradicional de sono noturno (cinco horas - da meia noite às 5 da manhã) também pode dormir por oito horas".

"Bebês são mais propensos a começar a dormir por esse período com dois meses de idade, com mais de 50% de chances de continuar a fazê-lo até os quatro meses”, diz Jacqueline Henderson, coordenadora do estudo junto à Universidade de Canterbury, na Nova Zelândia.

“A partir disso, examinamos outra definição de sono noturno que pode se adequar muito mais aos hábitos da família: o sono das 10 da noite às seis da manhã. Descobrimos que bebês têm mais tendência a dormir neste período a partir dos 3 meses de idade”, afirma Henderson.

Para o estudo, Henderson e seus colegas recrutaram pais de 75 recém-nascidos que concordaram em escrever diários sobre o sono dos seus bebês por seis dias a cada mês. Os pesquisadores verificaram a informação nos diários a partir do uso de filmagens do sono das crianças.

Eles avaliaram o sono das crianças utilizando três critérios: sono ininterrupto de meia noite até as cinco da manhã, pelo menos oito horas de sono ininterrupto ou sono de acordo com a grade familiar – com sono ininterrupto entre dez da noite e seis da manhã.

“Eu acredito que os pais são mais interessados no terceiro critério que nos diz se o bebê dorme em sincronia com seus pais”, diz a diretora do Centro Pediátrico de Avaliação do Sono do Hospital Infantil de Pitsburgh, Sageeta Chakravorty. De acordo com Chakravorty, às vezes os pais tentam tanto fazer com que seus bebês durmam de acordo com o sono deles, que isso pode levar a outros distúrbios de sono.

“Entender os padrões de sono das crianças, saber o que você precisa e descobrir como combinar esses dois, é a arte e a ciência da paternidade. Mas as pressões da vida moderna nem sempre permitem que os pais e as crianças desenvolvam este equilíbrio”, acrescenta a diretora.

Exceções

Segundo Hugh Bases, pediatra do Centro Médico Langone da Universidade de Nova York, é importante notar que este estudo foi feito com bebês que nasceram no tempo certo, o que quer dizer que esses dados não se aplicam, necessariamente, a bebês prematuros. Além disso, ele mostra que mais da metade das crianças usadas no estudo eram as segundas da família, por isso, os pais estariam mais experientes.

Bases diz que, uma vez que seu bebê começou a dormir durante uma noite inteira, os pais devem esperar que algumas noites ele acordará. Por exemplo, se a criança não se sentir bem. “Muitas coisas podem interromper o ciclo do sono. Dormir a noite inteira é algo que se consegue de maneira irregular. A boa notícia é que as crianças podem facilmente ser recolocadas no sono durante a noite toda”, ele afirma.

Confira alguns conselhos do pediatra Hugh Bases para que seu bebê tenha uma boa noite de sono:

Coloque seu bebê no berço enquanto ele ainda está acordado, sonolento, porém acordado

Não balance seu bebê até que ele durma ou deixe que ele durma no seu colo

Se seu bebê acorda no meio da noite, não vá imediatamente ver o que acontece com ele. Dê algum tempo para que ele volte ao normal sozinho

Se o bebê continuar a chorar, e você sentir que não pode esperar mais, sua visita ao bebê deve ser entediante e limitada. Não o pegue no colo. No lugar disso, conforte-o – acaricie suas costas, fale em uma voz mais baixa – e depois saia

Se tudo isso não funcionar e o bebê continuar a chorar, você pode desistir por esta noite, pegá-lo no colo, e tentar fazer tudo isso na próxima noite

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.