Sociedade Brasileira de Pediatria lança obra que desmistifica regras tidas como obrigatórias na criação dos bebês

alt
o novo livro ajuda os pais a respeitarem este ritmo" /
Getty Images
Cada bebê tem seu ritmo de desenvolvimento - e
o novo livro ajuda os pais a respeitarem este ritmo
Ao levar o bebê para casa, a mãe passa pela experiência mais emocionante que se pode imaginar. Bebês não vêm com manual de instruções – e as orientações encontradas por aí são das mais variáveis, indo da sabedoria popular, traduzida num conselho “infalível” da sogra, aos registros e recomendações médicas, feitas em livros escritos há décadas suficientes para terem vencido seu prazo de validade.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) pretende acabar com esta lacuna com o lançamento de “Filhos – Da gravidez aos 2 anos de idade”. Escrito por 34 autores diretos, o livro expressa o consenso dos pediatras do pais quando o assunto é a saúde e o desenvolvimento das crianças.

Para o dr. Fabio Ancona Lopez, vice-presidente da SBP e pediatra há mais de 40 anos, acredita que o principal mérito da publicação é quebrar as regras, antes rígidas, sobre o processo de desenvolvimento das crianças.

Mãe calma, bebê tranquilo
Se antes costumávamos ouvir ordens expressas, como “é preciso amamentar a cada 4 horas” ou “a criança deve abandonar o uso da fralda aos 2 anos”, agora é possível compreender o desenvolvimento infantil como um processo que resulta de características únicas – ou seja, cada criança tem seu tempo e ele deve ser respeitado. “É um grande progresso abandonar aquela rigidez. Isso acalma a mãe e, consequentemente, a criança”, diz o pediatra.

“O processo do desenvolvimento é como uma maratona – não é importante estar na frente no primeiro quilômetro, mas sim chegar ao final ‘inteiro’”, compara o médico. Isso vale para todas as áreas do desenvolvimento infantil.

Ou seja, nem todas as crianças precisam começar a falar em uma idade específica. No entanto, para ajudar os pais a detectarem problemas, o livro também estabelece “limites de segurança”, para que os pais saibam quando é hora de procurar um especialista – mas se poupem do desespero de achar que há algo errado com seu rebento só porque a filha da vizinha, da mesma idade, já fala frases completas.

Tradição e atualidade
“Filhos” inclui desde temas tradicionais da gestação e puericultura, como o acompanhamento obstétrico, o preparo para o parto, os critérios para a escolha do pediatra e da maternidade e os primeiros cuidados em casa, até assuntos mais atuais, como a escolha da creche e o transporte de crianças.

Além disso, é dirigido não só às mães, como os manuais tradicionais, mas também aos pais, com mais informações e indicando, inclusive, sites confiáveis para consulta complementar. E desfaz mitos, como o da amamentação obrigatória de tantas em tantas horas: “quem deve estabelecer o horário da mamada é a criança”, explica o dr. Fabio. “O importante é proporcionar a ela seu próprio ritmo de desenvolvimento”, conclui.


"Filhos - Da gravidez aos 2 anos de idade" (Sociedade Brasileira de Pediatria e Editora Manole. Organizadores: Dioclécio Campos Júnior e Fabio Ancona Lopez. (376 págs).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.